Clube Brasileiro de Trens Fantasmas: Novembro 2016

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Terror e thriller aparecem em lista dos melhores do ano pela principal revista de cinema

Imagem do terror dinamarquês "Demônio de Neon, pesada crítica ao mundo da moda.

A tradicional revista francesa ‘Cahiers du Cinéma’ escolheu o thriller francês “Elle” o segundo melhor filme do ano, seguido de perto pelo terror dinamarquês “Demônio de Neon" eleito o terceiro melhor filme do ano, logo atrás aparece o drama brasileiro “Aquarius”, de Kleber Mendonça Filho, como o quarto melhor longa-metragem de 2016, e dominando a lista em primeiro lugar a comédia alemã “Toni Erdmann”.

Tida como a ‘bíblia do cinema’, a publicação sexagenária é considerada a principal revista sobre o gênero no mundo. E publica todos os anos a sua lista com os melhores filmes do período. Em 2015, o eleito foi “Minha Mãe”, do italiano Nanni Moretti.

A “Cahiers” não confirma se a lista está correta. Em seu perfil numa rede social, a revista criticou o vazamento, dando a entender que a lista pode ser diferente: “Se vocês se deram ao trabalho de vazar a lista sem atribuir a fonte, pelo menos tentem copiar e colar corretamente. Se é muito difícil, esperem o anúncio oficial”.

O thriller francês "Elle" (o segundo melhor filme do ano dessa lista) conta a história de Michèle, proprietária de uma empresa líder do mercado de videogames, ela encara sua vida amorosa com a mesma atitude implacável com que dirige os negócios. Ser atacada em sua casa por um agressor desconhecido muda a vida de Michèle para sempre. Quando ela, com determinação, identifica o homem, ambos são atraídos para um jogo curioso e emocionante que pode, a qualquer momento, escapar totalmente ao controle.

O terror dinamarquês "Demônio de Neon" (o terceiro melhor filme do ano dessa lista) conta a história de Jesse (Elle Fannng), uma jovem de 18 anos que acaba de chegar a Los Angeles. Dona de uma beleza natural impressionante, ela tenta a sorte como modelo profissional. Após tirar algumas fotos mórbidas para um jovem fotógrafo, é contratada por uma conceituada agência de modelos. Bastante ingênua, ela passa a lidar com o ego sempre inflado das demais modelos e também com a maquiadora Ruby (Jena Malone), que possui intenções ocultas com a jovem.

O drama brasileiro “Aquarius” (o quarto melhor filme do ano dessa lista) conta a história de uma jornalista aposentada que entra em guerra contra uma construtura e os interesses do mercado imobiliário da cidade.

O drama alemão "Toni Erdmann" faturou o primeiro lugar da lista, o filme conta a história de Winfried (Peter Simonischek), um senhor que gosta de levar a vida com bom humor, fazendo brincadeiras que proporcionem o riso nas pessoas. Seu jeito extrovertido fez com que se afastasse de sua filha, Ines (Sandra Hüller), sempre sisuda e extremamente dedicada ao trabalho. Percebendo o afastameto, Winfried decide visitar a filha na cidade em que ela mora, Budapeste. A iniciativa não dá certo, resultando em vários enfrentamentos entre pai e filha, o que faz com que ele volte para casa. Tempos depois, Winfried ressurge na vida de Ines sob o alter-ego de Toni Erdmann, especialista em contar mentiras bem-intencionadas a todos que ela conhece.


Veja lista completa da “Cahiers du Cinéma”, segundo o site “The Playlist”:

1. “Toni Erdmann”, de Maren Ade
2. “Elle”, de Paul Verhoeven
3. “The Neon Demon”, de Nicolas Winding Refn
4. “Aquarius”, de Kleber Mendonça Filho
5. “Ma Loute”, de Bruno Dumont
6. “Julieta”, de Pedro Almodóvar
7. “Na Vertical”, de Alain Guiraudie
8. “La Loi de La Jungle”, de Antonin Peretjatko
9. “Carol”, de Todd Haynes
10. “Le bois dont les rêves sont faits”, de Claire Simon

Confira o trailer do thriller francês Elle:



Confira o trailer do terror dinamarquês Demônio de Neon:


Fonte: Sem Legenda

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Passe de ano ou morra em Last Year


Inspirado em filmes de terror dos anos 80/90 e no atentado de Columbine, Last Year promete deixar o jogador com medo de ser reprovado.

Na trama, um Serial Killer invade uma escola e prende 5 estudantes, onde os mesmos têm que formar uma aliança para escapar do assassino. O jogador poderá jogar com os alunos e com o psicopata.

Jogado em primeira pessoa, caberá às vitimas – cada uma com uma habilidade específica, pertencendo às classes batedor, assalto, técnico, médico e suporte – realizar uma série de objetivos para conseguir fugir de um dos dois mapas prometidos para o lançamento, como por exemplo encontrar as chaves e gasolina para o veículo que os tirará de lá, ou até matar a ameaça, o que não será nada fácil.

A vantagem do assassino é que, embora ele esteja em desvantagem numérica, uma série de mecânicas estarão a seu favor, como a possibilidade de aparecer em qualquer lugar do mapa e assim poder realizar ataques surpresas, ação que se mostrará quase obrigatória, dada a baixa velocidade de locomoção do personagem.

Segundo James Matthew Wearing, o idealizador do Last Year, um dos destaques do jogo será as muitas escolhas que teremos que fazer durante as partidas e ele cita como exemplo uma ocasião em que o assassino destrói o gerador de um dos mapas. Isso obrigará os sobreviventes a procurar uma lanterna para poder achar os itens necessários para a fuga e somente um dos personagens, o nerd (técnico), é claro, será capaz de consertar o gerador. Ficará então a dúvida: valerá a pena a pessoa que estiver controlando ele se arriscar para reativar as luzes? E os outros, lhe darão suporte ou o deixarão sozinho e correrão o risco dele ser morto e nenhum outro conseguir realizar a tarefa?

Além disso, o grupo ainda terá a possibilidade de chamar a polícia ao usar um telefone e se tiverem sucesso, um dos que morreram poderá voltar. O grande problema é que o assassino também poderá cortar os fios e neste caso, sobrará novamente para o técnico a missão de arrumar a bagunça.

Last Year será lançado em 2017 para Playstation 4, XBOX ONE e PC.


Confira o que te espera no primeiro gameplay divulgado:

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Telecine promoverá experiência imersiva em hospital abandonado na Comic Con


O Telecine apresenta na Comic Con Experience (CCXP), maior feira de entretenimento da América Latina, que acontece em São Paulo de 1º a 4 de dezembro, o espaço “O Rastro: A Experiência”. O objetivo é levar o público a uma imersão pelo universo do filme “O Rastro”, dirigido por J.C. Feyer, com estreia prevista para março de 2017.

Quem encarar a experiência receberá um avental hospitalar e uma pulseira de identificação antes de entrar em uma réplica fiel do hospital desativado, um dos personagens centrais do filme. Ao percorrer o labirinto de corredores em busca de uma saída, os visitantes mergulharão no universo sombrio e misterioso de “O Rastro”, sentindo o pavor dos personagens em uma experiência totalmente imersiva. O espaço estará aberto à visitação durante todo o evento.

Na sexta, dia 2, haverá uma mesa de debates aberta ao público com o diretor, J.C.Feyer, os atores Leandra Leal e Rafael Cardoso e os produtores Malu Miranda e André Pereira. A CCXP será também palco do lançamento oficial do trailer do filme.

No elenco estão Leandra Leal, Rafel Cardoso, Felipe Camargo, Claudia Abreu, Jonas Bloch, Alice Wegmann e outros. A produção é da Lupa Filmes em coprodução com a Orion Pictures e a Imagem Filmes, que também cuidará da distribuição no Brasil.

A CCXP acontece entre os dias 1° a 4 de dezembro de 2016 no São Paulo Expo (Rod. dos Imigrantes, Km 1,5 – Água Funda, São Paulo).



Sinopse

Em meio à crise política, social e econômica pela qual o Brasil passa, João (Rafael Cardoso), um jovem e talentoso médico em ascensão, consegue rapidamente subir os degraus de sua carreira. No entanto, ele acaba encarregado de uma tarefa ingrata: supervisionar a transferência de pacientes entre hospitais quando mais um hospital público da cidade do Rio de Janeiro é fechado por falta de verba. Quando tudo parece correr dentro da normalidade, uma das pacientes desaparece no meio da noite, levando João para uma jornada a um mundo obscuro e perigoso.


O filme O Rastro é uma parceria entre o Brasil (Lupa Filmes) e os Estados Unidos (Orion Pictures, da MGM). Roteirizado por André Pereira e Beatrice Manela e dirigido por João Caetano Feyer, o terror conta com Leandra Leal (O Lobo Atrás da Porta), Rafael Cardoso, Felipe Camargo, Claudia Abreu e Jonas Bloch no elenco.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Artista recria clássicos do cinema de terror em 8 bits


Jesus Rivera é um diretor, fotógrafo e artista que desenvolveu uma série de cartazes de antigos clássicos do terror em versão 8 bits.

Entre os filmes encontramos filmes consagrados como Um Lobisomem Americano em Londres, Holocausto Canibal, Despertar dos Mortos, A Hora das Criaturas, entre outros.

Confira:

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Fantasmas assombram quem usa farol alto na China


A luz alta do carro quando usada à noite sem respeitar a aproximação de um outro veículo pode comprometer a segurança no trânsito, causando uma cegueira momentânea no motorista que recebe a forte iluminação.

Pois os chineses encontraram uma maneira curiosa para tentar evitar esse risco: estão colocando um adesivo refletivo no vidro traseiro com a figura de personagens de filme terror para assustar quem vem logo atrás.

Assim que a luz ‘bate’ no vidro, o ‘esquecidinho’ é surpreendido com uma imagem pouco amigável.

O método inusitado é observado na província de Shandong, onde, segundo noticiou o site South China Morning, vários veículos foram flagrados com fotos de fantasmas com pele pálida e línguas vermelhas presas em suas janelas traseiras.

Aliás, dezenas de lojas de sites chineses vendem o macabro decalque. Os imagens variam de mulheres com bocas sangrentas para lobos verdes ou de olhos azuis.

A polícia de Pequim afirma que os adesivos não são ilegais, mas que os motoristas podem ser responsabilizado caso o susto provoque um acidente.

Já pensou se a moda pega por aqui?


quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Produção de Outlast 2 lança fraldas para jogadores medrosos


A Red Barrels matou alguns jogadores do coração quando lançou Outlast, um jogo de terror psicológico realmente assustador.

Como parte das ações promocionais para a sequência do jogo, Outlast 2, a companhia anunciou recentemente uma marca de fraldas geriátricas especialmente projetadas para quem for jogar Outlast 2 e estiver com medo de borrar as calças com os sustos do jogo.

Apesar do projeto ser uma piada, ele está no Kickstarter e a companhia busca arrecadar 40 mil dólares canadenses no projeto. Caso ele seja financiado, você vai levar para casa não apenas uma fralda geriátrica gamer, como também uma chave de Outlast 2 para ativar no Steam, jogar e morrer de medo.

Abaixo, vocês conferem um vídeo do projeto:



Confira o link do bizarro projeto.

A trama da sequência de Outlast ainda não foi revelada, mas diferentemente do assustador manicômio do primeiro game, agora tudo indica que a temática do jogo girará em torno de uma sinistra seita religiosa e terá como cenário uma macabra fazenda.

Outlast 2 foi adiado e deverá chegar ao mercado somente no 1º trimestre de 2017 e estará disponível para PC, PS4 e Xbox One.

Confira o teaser legendado:

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Doom irá virar jogo de tabuleiro


Doom, série clássica de game de horror e survivor, irá virar jogo de tabuleiro. O anúncio foi feito pela empresa encarregada do projeto, a Fantasy Flight Games, editora reconhecida em jogos de mesa, cartas e dados adaptados de grandes franquias.

Ainda não há muitos detalhes sobre o jogo, chamado Doom: The Board Game. Até agora, sabe-se que terá um gameplay assimétrico, tornando cada partida única e "infernal". Deverá comportar de dois a cinco jogadores, que enfrentarão o inferno de Marte como marines ou como um dos demônios da franquia. Haverá uma série de missões para serem cumpridas e objetos para ser encontrados, enquanto a sobrevivênvia está em cheque. Além do próprio tabuleiro, o produto incluirá ainda figures que representarão os personagens durante o jogo.

O visual será baseado no novo design apresentado no mais novo Doom, videogame da série que chegou ao mercado nesse ano para PS4, Xbox One e PC. Este último título, um jogo de tiro em primeira pessoa, é um reboot da série, desenvolvido pela ID Software e publicado pela Bethesda Softworks. Na trama, os jogadores controlam um militar que luta contra forças demoníacas que surgiram no colonizado planeta Marte.

A icônica franquia Doom estava há 12 anos sem lançar um novo título, sendo que Doom 3, de 2004, não gerou o mesmo impacto e pioneirismo que seus games antecessores. Sua popularidade fica por conta do intenso gameplay, imagens infernais e a riqueza de locações e objetos secretos. Esperamos ver essa mesma essência que influenciou gerações de fãs de games de terror no novo jogo de tabuleiro, "um combate tático do inferno"!

Doom: The Board Game está previsto para ser lançado até final deste ano nos EUA com o preço de $79.95 (cerca de R$260 na cotação atual, sem contar os impostos). Ainda não há notícias quanto às vendas no Brasil.



Confira o trailer do mais recente game Doom:

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Hotel mal assombrado dominou o Youtube no mês do Halloween


O terror dominou a tela do Youtube no último Halloween! Durante o final de outubro, mais de cem dos maiores YouTubers do mundo gravaram vídeos de terror em realidade virtual, como parte de um projeto lançado pelo YouTube Space em parceria com Blumhouse Production e o produtor Jason Blum.

Entre os criadores brasileiros convidados estão Galo Frito, Luba, PC Siqueira, Jovem Nerd e Rolê Gourmet , que fizeram vídeos respondendo à pergunta: “Qual seu maior medo?.


Hotel do Terror

Os vídeos foram produzidos em aterrorizantes sets de filmagem no melhor estilo da produtora de filmes de terror Blumhouse: um quarto de hotel chamado simplesmente como quarto 301 está montado nos estúdios dos YouTube Spaces pelo mundo todo.

Nas filmagens, os YouTubers usaram câmeras com tecnologia Jump, que grava em 360° para criar a experiência imersiva da realidade virtual, em vídeos que poderão ser assistidos no YouTube através de smartphone compatível usando Google Cardboard, que transforma o celular em verdadeiros óculos de realidade virtual.


Confira alguns dos vídeos gravados:



Galo Frito:



Pc Siqueira:



Jovem Nerd:



Luba:




Rolê Gourmet:

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Descubra o que acontece quando Mario cai em um buraco em Super Mario Bros


Com certeza todo mundo já jogou Super Mario Bros e caiu em um dos buracos pelo caminho. Agora chegou a hora de descobrir o que a Nintendo escondeu de você, descubra o que realmente acontece quando caímos em um dos buracos do jogo.

O canal Nukazooka imaginou um cenário à la Mundo Invertido de Stranger Things, um lugar onde Mario encontra corpos, criaturas mutantes e um Luigi pra lá de medonho!

Assista:

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Adaptação brasileira de Rocky Horror Show chega a São Paulo misturando comédia musical com terror


Rocky Horror Show é um fenômeno teatral raro. Após estrear em uma pequena sala do circuito underground londrino em 1973, virou filme, se transformou em ícone pop e nunca mais saiu de cartaz dos palcos e das telas de cinema. Uma verdadeira legião de fãs ajuda a manter a aura do musical, em exibições especiais, encontros e happenings por todo o mundo. Quatro décadas após o seu lançamento, Charles Möeller & Claudio Botelho apresentam a versão brasileira do espetáculo desde 11 de novembro no Teatro Porto Seguro.

Inspirada nos filmes b de ficção científica e horror dos anos 40 a 70, a comédia musical – com texto e músicas de Richard O’Brien – conta com uma trilha roqueira e um texto que mistura referências da época com um leve toque sexual.

Ao procurar ajuda em uma estrada deserta, um jovem casal de noivos, Brad Majors e Janet Weiss, chega a um castelo abandonado, onde são recebidos pelo cientista maluco Frank N Furter (Marcelo Medici) e uma série de criaturas bizarras.

Teaser:




Serviço:

De 11 de novembro a 11 de dezembro – Sextas e sábados, às 21h e domingos, às 19h.
Ingressos: R$ 120,00 plateia / R$90 frisas / R$ 50,00 balcão.
Duração: 90 minutos de duração + 15 minutos de intervalo.
TEATRO PORTO SEGURO: Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo.
Classificação: 14 anos.

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Remake de Nosferatu será comandado por diretor de A Bruxa


A refilmagem de Nosferatu, clássico filme mudo de vampiro dirigido por F.W. Murnau, ganhou um diretor de respeito: Robert Eggers, que acaba de sair do sucesso de A Bruxa, um dos filmes de terror mais elogiados do ano.

“É chocante para mim que eu esteja nesse projeto. Parece um pouco como blasfêmia dirigir Nosferatu, principalmente para um diretor que está no momento da carreira em que eu estou. Eu ia esperar um pouco para meu próximo filme, mas o destino me trouxe esse projeto”, contou Eggers em entrevista ao Filmmaker Toolkit.

Anteriormente, o projeto de refilmagem tinha outro diretor e o ator Doug Jones (Hellboy) na fila para encarnar o papel clássico que inspirou o Conde Drácula – não se sabe se Jones ainda está envolvido no projeto.

A trama voltará a contar a história do vampiro Conde Orlok (feito originalmente por Max Schreck) e seu reinado de terror na Alemanha, que só é ameaçado quando ele se apaixona pela esposa de um agente imobiliário.

Lançado em 1922, Nosferatu foi uma adaptação não autorizada do romance Drácula, de Bram Stoker. Murnau trabalhou em Hollywood durante vários anos; um de seus filmes, Sunrise, ganhou vários Oscars na primeira edição das premiações da Academia.


Confira o trailer do original de 1922:

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Triângulo do Medo apavora com lendas sobre o Triângulo das Bermudas


Sinopse


Quando Jess (Melissa George) parte para o alto mar com um grupo de amigos a bordo de um veleiro, ela tem o pressentimento de que algo está errado. Seus temores se confirmam quando uma tempestade atinge a embarcação deixando-os à deriva. Em seguida, um misterioso navio aparentemente abandonado surge e embarcar parece ser uma boa ideia. Logo, todos perceberão que não estão sozinhos e que alguma coisa está caçando os novos tripulantes, um a um.


Ficha Técnica

Título Original: Triangle
Direção: Christopher Smith
Roteiro: Christopher Smith
Elenco: Melissa George, Michael Dorman, Rachael Carpani, Henry Nixon, Emma Lung, Liam Hemsworth
Ano: 2009
Nacionalidade: Irlanda do Norte, Reino Unido
Gênero: Suspense
Duração: 99 minutos
Classificação Indicativa: 16 anos


Curiosidades

- O filme tem várias referências que se assemelham ao filme "O Iluminado", como por exemplo, o clássico machado, a escrita no espelho, os corredores do navio são também bem parecidos com os do hotel e até mesmo é possível ver o quarto 237.

- O navio se chama Aeolus, nome do deus grego do vento. Ele teve um filho chamado Sísifo que fez uma promessa a morte e não cumpriu, sua punição é eternamente carregar uma pedra até o topo de um monte e vê-la rolar até abaixo.

- O iate em que todos embarcam antes da tempestade se chama Triangle, esse também é o nome do título original do filme.

- Lançado diretamente em vídeo no Brasil.

- A atriz principal do filme, a australiana Melissa George, também já foi campeã nacional de patinação na Austrália.

- Preste atenção nas gaivotas, elas irão aparecer em momentos cruciais da trama e possuem importante significado simbólico.

- (Alerta de Spoiler) Uma teoria diz que o taxista que aparece no final do filme é a própria Morte devido ao dia escurecer quando ele aparece em cena e por dizer que ela nada pode fazer pelo filho morto. Então ela promete para o taxista que vai voltar para o táxi, mas não cumpre a promessa e vai novamente até o iate, se assemelhando com a mitologia grega de Sísifo, que enganou a Morte e foi condenado a vagar eternamente repetindo o mesmo ato: carregar uma pedra até o topo do monte e vê-la rolar até abaixo. Essa mesma teoria diz que todo o filme é um purgatório e algumas cenas desse purgatório são semelhantes à vida real dela, como no acidente, onde ela e o filho morreram. O garoto era muito maltratado por ela. Depois da morte, foi mostrada a ela na forma de punição repetitiva, o quanto foi uma péssima mãe com seu filho autista. A alma culpada de Jess não pode descansar em paz até que ela aceite seu erro e siga para a luz. Assim como na lenda de Sísifo citada no filme.

(Alerta de Spoiler) O diretor afirmou que se inspirou no poema inglês The Rime of the Ancient Mariner (O Conto do Velho Marinheiro) para fazer o filme.



Crítica

Indecifrável como o próprio Triângulo das Bermudas

Quando começou o filme Triângulo do Medo tudo parecia tão "já vi isso antes", tudo parecia muito cansativo, a primeira coisa que veio em minha mente foi: "pronto, vai começar o clichê", o roteiro parecia que iria naufragar a qualquer momento: grupo enfrenta tempestade no mar enquanto uma das tripulantes sonha que está desmaiada na praia (seria um filme de naufrágio?), então encontram um navio abandonado que abre para eles entrarem e onde aparecem vultos e barulhos misteriosos (seria um filme de navio fantasma?), então momentos depois passam a ser perseguido por um estranho ser mascarado (seria um filme de serial killer?).

Então fiquei esperando o filme entrar em desses padrões para o roteiro naufragar nos clichês que estamos acostumados a encontrar nessas produções e para a minha surpresa esse momento não chegava nunca, todo instante o filme trocava de padrão(o que provavelmente vai desagradar várias pessoas acostumada com o cinema rotineiro hollywoodiano), somente quando já estamos "presos" no filme ele revela quais os rumos que escolheu tomar e posso dizer com toda certeza que é diferente de tudo que já tinha visto antes.

Brincando com as lendas populares sobre o Triângulo das Bermudas (região situada entre Miami, Ilha das Bermudas e Porto Rico), Christopher Smith nos presenteia com um suspense de prender na cadeira até os últimos segundos do filme e onde reviravoltas acontecem a cada piscar de olhos pegando todos de surpresa e mudando todo o padrão que todos inconscientemente esperam encontrar em filmes de suspense, um filme ousado justamente por quebrar o padrão pipoca do cinema de Hollywood, lembrando que essa é uma produção britânica independente e é por isso mesmo que o ponto negativo vai para os efeitos especiais, por ser uma produção de baixo orçamento eles não conseguem convencer, por exemplo, na cena em que o navio abandonado aparece é totalmente perceptível que o mesmo é feito por computação gráfica.

O diretor também merece destaque pelo ótimo jogo de câmera que é feito, aquela cena em que eles entram no navio abandonado é de arrepiar, a sensação de claustrofobia e de perigo iminente lembra grandes clássicos do terror como O Iluminado, a trilha sonora também está muito boa e aprofunda bastante o suspense do filme. Destaque também para a boa atuação da atriz australiana Melissa George, que praticamente carrega o filme inteiro nas costas, infelizmente o resto do elenco está apenas regular e atuando completamente no automático. Mesmo assim o filme não afunda graças ao ótimo roteiro que se renova a cada momento entrando em um bem construído terror psicológico.

Esse é um daqueles filmes para quem gosta de fugir do óbvio e caçar detalhes que passam despercebidos pela maioria das pessoas, sem dúvida para se assistir várias e várias vezes  e cada vez que assistir descobrir novas e infinitas possibilidades e múltiplos finais diferentes, um verdadeiro clássico totalmente indecifrável, assim como a própria lenda do Triângulo das Bermudas.

Cotação: **** (ótimo)


Trailer


Bônus

Ouça "Lullaby", uma das músicas que fazem parte da trilha do filme:

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

"Horror na Colina de Darrington" é pesadelo fantasmagórico nacional


O autor e embaixador da plataforma digital Wattpad no Brasil, Marcus Barcelos, lançou o livro Horror na Colina de Darrington (Faro Editorial).

Desde outubro disponível nas livrarias nacionais, o terror sobrenatural, com toques de suspense psicológico, pulp e noir do carioca Marcus Barcelos nasceu pela ferramenta digital Wattpad, com a publicação de novos capítulos a cada duas semanas.

O livro conta a história de Benjamin Simmons, que viveu da infância aos 17 anos num orfanato e todo esse tempo imaginou estar sozinho no mundo. Sua sorte parece mudar quando ele é convidado a morar na casa de seus tios, só que uma série de eventos sobrenaturais começam a acontecer e a sanidade de Ben é colocada à prova, “afinal o inferno está ganhando vida?”. Envolvido numa corrida contra o tempo para salvar a vida da prima, Ben terá que lidar com os próprios demônios e descobrir que o mundo fora do orfanato é muito pior do que ele imaginava.


Sinopse

Você acredita em fantasmas? 

Ben Simons é um rapaz órfão de 17 anos que vai para a casa dos tios ajudar a cuidar de sua priminha Carla de 5 anos após a sua tia ter sofrido um derrame. Apesar da infeliz situação de tia Julia, Benjamin esperava que a Colina de Darrington em South Hampton, nos Estados Unidos, fosse um lugar de certa tranquilidade. O que encontra, porém, é uma trama de terror e sangue, cujo único propósito é a conquista de um poder absoluto e inimaginável por meio de forças malignas. A casa esconde segredos terríveis e sombrios. 

Conheça os caminhos mais tortuosos da mente humana e descubra até que ponto alguém chega para salvar a vida de um ente querido neste intrigante amálgama de suspense e terror sobrenatural. Onde termina o inferno e começa a realidade? Junte as peças e descubra. Sem dúvidas, esta é uma história para aqueles que não têm medo do escuro e de todo o mal que nele habita.


Informações

Livro: Horror na Colina de Darrington
Autor: Marcus Barcelos
Editora: Faro Editorial
Ano: 2016
Páginas: 144



Confira o teaser:


quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Teoria indica que The Walking Dead e Breaking Bad fazem parte do mesmo universo


Todo mundo ama uma boa e criativa teoria de fãs. Se você é desses que são obcecados por The Walking Dead e Breaking Bad, então esta matéria é para você.

De vez em quando, essas teorias são instigantes e lançam uma nova perspectiva sobre a história. Há uma nova agora que tomou conta da internet envolvendo essas duas séries.

Usando animação, um vídeo postado no canal oficial da Netflix postula uma teoria simples sobre as populares séries: a metanfetamina criada por Walter White foi responsável pela epidemia zumbi.

De acordo com o vídeo, há inúmeras dicas da conexão. As drogas transportadas por Merle em um dos primeiros episódios de Walking Dead se parecem com as de Walter.

Um determinado carro vermelho aparece em ambas as séries sendo conduzido por homens chamados Glenn. Daryl em Walking Dead ainda se refere a um velho traficante de drogas.

Os criadores do vídeo reconhecem que tudo é uma teoria relativamente plausível, mas que não deixa de exercer sua função de entreter.

Para alguns, a teoria pode ser convincente. Ela não é necessariamente nova, já que pistas dessa conexão já existem desde 2014.


Confira o vídeo publicado pela Netflix: 



Coincidência da produção?

Apesar de ambas as séries serem da mesma rede, elas não têm nada em comum em relação a equipe criativa, elenco ou localização geográfica.

Além disso, os avanços no futuro mostrados em Better Call Saul não mostram nenhuma indicação de um iminente apocalipse zumbi.

Talvez o carro vermelho tenha sido o único disponível para gravação, ou as drogas produzidas são muito semelhantes. Provavelmente nunca saberemos a verdade.

Atualmente, The Walking Dead está transmitindo os novos episódios da sétima temporada através do Canal Fox. Enquanto isso, todas as temporadas de Breaking Bad estão disponíveis na Netflix, bem como as duas primeiras temporadas de Better Call Saul.

O canal nacional "Você Sabia?" também já tinha publicado um vídeo dessa teoria da conspiração, assista abaixo:

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

O Segredo do Necromante


Três amigos em busca de diversão na noite de Halloween encontram uma loja pra lá de bizarra, lá encontraram um game desconhecido de terror chamado "O Segredo do Necromante" que os suga para dentro de outra dimensão. Agora eles são parte do jogo, encare os desafios, descubra locais secretos e colete objetos para tentar sair dessa roubada.

Para jogar clique aqui


terça-feira, 8 de novembro de 2016

Corretora de imóveis mostra casa assombrada em novo vídeo de humor do Parafernalha


O canal humorístico Parafernalha divulgou mais um dos seus sensacionais vídeos cômicos.

Dessa vez uma corretora de imóveis vai mostrar uma casa para seu cliente, o problema é que a casa é mal assombrada. Mesmo assim em tempos de crise não dá para arriscar e perder uma boa venda..


Assista:

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Funko vai lançar miniaturas do seriado Stranger Things


A Funko divulgou nos últimos dias as suas miniaturas dos personagens do seriado Stranger Things.

Além da Eleven que já havia sido revelada, a empresa também anunciou duas outras versões da personagem (com a roupa de mergulho e com a peruca), Barb, Mike, Dustin, Lucas, duas versões do Will e duas versões do temido vilão Demogorgon.

A história de Stranger Things se passa na pacata cidade de Hawkins, Indiana, e fala sobre o estranho desaparecimento de um garoto. A mãe do menino (Winona Ryder) sai em busca do filho com a ajuda das autoridades locais, mas as investigações acabam revelando uma série de mistérios envolvendo experimentos governamentais ultrassecretos, eventos sobrenaturais e uma garotinha cheia de segredos.

A primeira temporada já está disponível na Netflix. Os itens devem chegar às lojas no começo de 2017.

Confira:

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Palhaço assassino espalha o terror em pegadinha de Halloween do Silvio Santos


Para comemorar o início do Halloween, o Programa Silvio Santos exibiu na madrugada do último domingo (30/10) a Câmera Escondida "Ataque do Palhaço". Uma das Pegadinhas mais assustadoras que o SBT já produziu. 

A pegadinha foi gravada em uma loja de diversões localizada em um shopping de São Paulo.

Assista:

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Deathgasm é terror underground de homenagem ao metal



Sinopse

O Ensino Médio é um verdadeiro inferno em Deathgasm. O metaleiro Brodie (Milo Cawthorne) é um deslocado em um mar de atletas e líderes de torcida em uma desolação suburbana, até conhecer uma alma parecida com a sua do também metaleiro Zakk (James Blake). Depois de formarem sua própria banda, Brodie e Zakk se deparam com uma misteriosa partitura que garante o máximo poder a quem quer que a toque. Mas a música também invoca uma antiga entidade maligna conhecida como Aeloth, o Cego, que ameaça destruir a própria existência.


Ficha Técnica

Original: Deathgasm
Ano: 2015
País: Nova Zelândia
Gênero: Comédia, Terror
Direção: Jason Lei Howden
Roteiro: Jason Lei Howden
Produção: Morgan Leigh Stewart, Sarah Howden
Elenco: Milo Cawthorne, James Blake, Kimberley Crossman, Sam Berkley, Daniel Cresswell, Delaney Tabron, Stephen Ure
Duração:86 min
Classificação indicativa: 16 anos



Curiosidades

Este é o primeiro filme dirigido pelo jovem diretor neozelandês Jason Lei Howden, porém ele já trabalhou nos efeitos especiais de filmes como O Hobbit: Uma Jornada Inesperada e Vingadores: Era de Ultron.

- Lançado no Brasil diretamente no serviço de streaming Netflix.

- Três atores do filme: Milo Cawthorne, Kimberly Crossman, e Kate Elliot são veteranos na franquia Power Rangers.

- De acordo com uma lenda urbana que circula na internet o álbum Live After Death do Iron Maiden toca em sincronia com as imagens e sons desse filme. 

- O filme tem cenas nitidamente inspiradas no terror Evil Dead.

- O filme ganhará uma sequência, inclusive o roteiro dela já foi finalizado, se chamará "Deathgasm, Part II: Goremageddon" e promete ser ainda mais sangrenta.



Crítica


Uma divertida e sangrenta homenagem ao Heavy Metal

Os filmes trash (do inglês "lixo") raramente costuma agradar a maior parte do público que os assiste, geralmente são apreciado apenas pelos fanáticos por filmes de terror. Misturando horror com comédia, os filmes desse subgênero são conhecidos pelo exagero nas cenas de gore, que embora sejam comuns nos filmes de terror, são excessivas nessas produções. Famosos também pelos roteiros toscos, que costuma ser impossível levar a sério e tornando os filmes enfadonhos a partir do momento em que não nos importamos com seus personagens e muito menos com o desenvolvimento de sua história.

Por isso assisti Deathgasm sem expectativa nenhuma, esperando que iria ser apenas uma produção independente de baixo orçamento facilmente esquecível após os seus créditos finais. Porém os primeiros segundos do filme já me pegou de surpresa com uma animação de abertura divertidamente sangrenta, o filme é divertidíssimo, tem um forte clima oitentista recheado de humor negro e ácido repleto de muito sangue, mas também é muito inteligente e sarcástico.

A história é totalmente inspirada nas lendas urbanas envolvendo o heavy metal, o filme é totalmente no ritmo do gênero musical, com uma trilha sonora alucinante que durá até seus momentos finais e adiciona hits de bandas como Emperor, Midnight, Nunslaughter e outros ícones do Death e Black Metal. Os efeitos especiais também estão aceitáveis para uma produção de baixo orçamento, porém o destaque vai para as maquiagens muito bem produzidas e assustadoras, com um design que combina com a criatividade do filme, repleto de toneladas de gosmas, sangue, tripas e cenas de gore pra lá de inusitadas e criativas.

Mesmo com um roteiro que explora apenas superficialmente os personagens (mocinhos e vilões) nos pegamos facilmente torcendo por eles, os atores estão super entrosados e quando as cenas clichês chegam(e elas virão pois são praticamente obrigatórias nesse subgênero) já estamos totalmente imersos no clima do filme e torcendo por seus personagens nesse batalha sangrenta e imprevisível, assim como o mais puro Heavy Metal.

Obs: Existe uma divertida cena adicional após os créditos finais!

Cotação: **** (Ótimo)


Trailer



Bônus

Ouça uma das músicas da alucinante trilha sonora do filme:

terça-feira, 1 de novembro de 2016

O lado cômico dos filmes de terror- Parte 2


O canal de humor Parafernalha em seu especial de Halloween criou a continuação da sua divertida paródia dos filmes de terror lançada em 2015.

Dessa vez sobrou para a Samara Morgan (O Chamado), o Jason Vorhees (Sexta-Feira 13) e até mesmo para a Regan (O Exorcista).

Assista: