Clube Brasileiro de Trens Fantasmas: Maio 2016

terça-feira, 31 de maio de 2016

A Loira do Banheiro vai pegar você!


Blondie (A Loira do Banheiro) é um curta-metragem dos brasileiros Rodrigo Gasparini e Dante Vescio (O Diabo Mora Aqui).

O curta está na competição internacional My Rode Reel, para votar é muito simples, basta acessar este link rode.com/myrodereel/watch/entry/1764 e clicar no coração onde está escrito vote.


Sinopse

Dois garotos em detenção na escola discutem o jeito certo de invocar A Loira do Banheiro, uma antiga lenda urbana brasileira. Um deles tenta... e consegue.


Assista:

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Preacher promete carnificina, blasfêmia e muito humor negro, assista os minutos iniciais!


Adaptações televisas de HQ tem se tornado cada vez mais comuns e foi entrando nessa onda que a AMC (que adaptou The Walkind Dead) estreou nos EUA nesse mês de maio a série Preacher, derivada de encadernados do selo Vertigo, da DC Comics. Estrelada por Dominic Cooper (Agent Carter), Joseph Gilgun (Misfits) e Ruth Neega (Agents of S.H.I.E.L.D), a série tem produção de Evan Goldberg, Seth Rogen e Sam Catlin e conta com 10 episódios em sua primeira temporada.

Em 1995, com a popularidade de Sandman e das chamadas "HQs adultas" da DC/Vertigo, a série em quadrinhos de Preacher começou já chamando atenção. A obra do roteirista irlandês Garth Ennis e do ilustrador Steve Dillon pegava os temas que estavam indo tão bem na criação máxima de Neil Gaiman, como a violência, o sobrenatural, a religião e o drama, e incluía aí uma dose cavalar de humor negro extremamente caricato. A comparação imediata era com o trabalho do jovem Quentin Tarantino, que na época havia acabado de lançar seu Pulp Fiction: Tempo de Violência. Ennis chocava o público a cada edição, com um "gibi" que era ao mesmo tempo ultraviolento, escatológico, blasfemo e - por que não? - romântico e absolutamente divertido.

Nesses mais de 20 anos desde seu início, Preacher despertou o interesse de emissoras e estúdios, que tentaram levá-la para as telas. Foram Seth Rogen e Evan Goldberg, fãs da série, que levaram o projeto à AMC - que já tem crédito com adaptações de quadrinhos graças a The Walking Dead -, sob o comando de Sam Catlin (Breaking Bad).

Aqui no Brasil ainda não existe previsão de estreia.



Sinopse

Preacher conta a história de Jesse Custer, um ex-pastor que foi possuído por uma entidade sobrenatural que lhe confere o poder de fazer com que qualquer pessoa o obedeça. Essa entidade (chamada Gênesis) é fugitiva do Paraíso e os anjos a procuram para prendê-la novamente. Quando descobrem que ela e Jesse Custer se tornaram um só, o objetivo passa a ser matá-lo. Para isso ressuscitam um matador do século XIX, chamado Santo dos Assassinos e o enviam em seu encalço.

O destino faz com que Jesse venha a encontrar sua ex-namorada, Tulipa e junto dela o personagem mais excêntrico da revista, o vampiro irlandês Cassidy. Ambos passam a acompanhá-lo em sua fuga tanto da polícia quanto do Santo. Para resolver toda essa bagunça, Jesse decide procurar o próprio Deus pra resolver o seu problema.


Confira o trailer:




Recentemente foi divulgado pela AMC os minutos iniciais da série, assista:

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Until Dawn: Rush of Blood será terror estilo trem fantasma


Until Dawn: Rush of Blood é um spin-off do jogo de terror Until Dawn com lançamento estimado para 2016 e exclusivo para PS4. 

O game pretende usar a realidade virtual do PlayStation VR e será um shooter sobre trilhos, ao contrário do jogo original, assim como um grande trem fantasma de um parque de diversões misturado com tiro ao alvo e muitos sustos pelo caminho.

“Quando começamos a trabalhar em Until Dawn: Rush of Blood, ainda estávamos desenvolvendo Until Dawn, mas era claro para nós que o mundo e os personagens que estávamos criando seria perfeito para que pudéssemos expandir o game para novas experiências,” disse Simon Harris, produtor executivo da Supermassive. Como estabelecemos uma jogabilidade concisa para o VR, conseguimos combinar isso com uma viagem através de muitos aspectos familiares de Blackwood Pines, mas a partir de uma nova perspectiva horripilante!”


Confira algumas imagens:




Confira o anúncio:



Confira o gameplay:

quarta-feira, 25 de maio de 2016

TOP 10: Lendas de Noivas Fantasmas!


O especial TOP 10 está de volta!

O mês de maio é considerado o mês das noivas, porém existem algumas noivas que não viveram tão felizes após o "até que a morte os separe", selecionamos 10 lendas de noivas fantasmas, a maioria delas são lendas nacionais, provenientes de diversos lugares ao redor do Brasil e tem até uma estrangeira, todas elas vão arrepiar os seus cabelos!


10- A Noiva do Jardim (Dois Córregos-SP)


Uma escultura feita pelo artista AC Marcheti ornamenta o principal jardim de Dois Córregos-SP. Fica bem defronte a igreja matriz. À noite, toda iluminada, é o maior destaque da praça. Noivos costumam tirar fotos ao seu lado.


Uma tragédia envolvendo uma noiva na cidade de Dois Córregos-SP gerou a lenda. O fato teria acontecido no início da cidade, na antiga capela feita de barro e coberta de sapé, onde seria realizado um casamento, mas o noivo não apareceu. O drama da moça emocionou os convidados.

A noiva, mesmo depois da saída dos convidados, não queria deixar a capela, na esperança que o noivo ainda aparecesse.

Com a ajuda do padre, os pais dela conseguiram retirá-la, somente no período da noite. A moça foi levada para casa e deitou vestida de noiva. Na mesma noite, ainda vestida de branco ela morreu.

Foi enterrada com o vestido que ela mesma havia feito e em suas mãos foi colocado um buquê de rosas e margaridas brancas.

A tragédia chocou a população e depois de um tempo surgiu o boato de que a noiva aparecia á meia noite perto da capela.

A Noiva do Jardim só ganharia esse nome depois do jardim ser construído, em 1909. A matriz foi inaugurada em 1911, quando a antiga capela já tinha sido demolida.

Uma das pessoas que teria visto uma das aparições da noiva seria o jardineiro encarregado da praça, no final do século 20. Ele disse ter visto a moça entrar e sair da igreja, em certa noite. Acredita-se que o espírito da noiva ainda permaneça no local acalentando o sonho do casamento que nunca se realizou.

Na década de 50, jovens faziam vigília na praça que foi construída no local para tentar ver a Noiva do Jardim.

Eles diziam que a noiva surgia e desaparecia na mesma velocidade. Uma senhora que morou na esquina da praça Major Carlos Neves contava que, em 1970, ela teria visto a noiva entrando na igreja.


9- A Noiva Cadáver (Rússia)





Uma antiga lenda Russa embora macabra, sempre foi contada para as crianças na hora de dormir.

Um jovem estava prestes a se casar, e com um amigo, resolveu fazer uma viagem até a vila que sua noiva morava. A viagem muito longa fez com que eles acampassem as margens de um rio. 

O jovem que iria se casar encontrou um graveto no chão que parecia mais um osso de dedo, ele e seu amigo começaram a fazer brincadeiras e piadas com o graveto, depois o noivo pegou o anel do casamento e colocou no galho como se estivesse se casando.

Depois disso começou a cantar músicas judias e pronunciou todas as palavras do sacramento de um casamento enquanto seu amigo chorava de rir, até que de repente, o chão começou a tremer, e dele saiu uma noiva, uma noiva cadáver, um esqueleto amontoado com restos de pele seca e com um vestido branco, cheia de vermes e minhocas.

A noiva prendeu os amigos e já que ele tinha colocado o anel em seu dedo e feito todos os votos cerimoniais ela teria seus direitos de noiva. Os amigos se soltaram e correram para a cidade, perseguidos pela noiva cadáver.

O Rabino que ia celebrar o casamento, depois de pensar muito, concluiu que os mortos não têm direito sobre os vivos e não iria celebrar o casamento de uma defunta. A Noiva Cadáver ficou muito triste e se desfez em uma pilha de ossos. 

A Noiva viva que ali estava presente promete a Noiva Cadáver que viveria seus sonhos em seu lugar e assim, ela jamais seria esquecida. A promessa foi cumprida e a lenda macabra da Noiva Cadáver foi passando de geração a geração.

A lenda da Noiva Cadáver trouxe inspiração para um filme de mesmo nome, dirigido por Tim Burton, A Noiva Cadáver (2005) é uma animação gótica com uma história parecida com o conto russo, só que com algumas liberdades criativas que alteraram o desfecho da lenda.


8- A Noiva Morta (Barretos-SP)



Na cidade de Barretos, interior do estado de São Paulo, uma imagem curiosa pode ser contemplada pelo visitante do principal cemitério da cidade. A imagem de uma mulher debruçada sobre o túmulo de seu esposo. A priori alguns acreditam tratar-se somente de uma bela e criativa homenagem feita a algum ente querido, todavia a história por trás da imagem mostra o quanto o amor entre duas pessoas pode tornar-se tão forte a ponto de ir além da própria vida.

Contam os antigos que dois jovens nutriam um belo e tenro sentimento um pelo outro, e após muitos anos de namoro resolveram marcar enfim a data da tão esperada cerimônia de matrimônio. Aquela decisão não representava somente a alegria dos dois jovens, mas a felicidade de toda uma família. Tudo transcorria normalmente, a jovem dedicava-se ao máximo e com todo o esmero aos preparativos, possivelmente sonhando com tão esperado futuro, quando para sua infelicidade por fim recebeu a trágica notícia do falecimento de seu noivo. Desesperada e descrente de tão absurda notícia saiu do lugar onde estava, tão aturdida e desesperada, que terminou saindo com seu belo vestido de noiva. Chegou ate onde o corpo do rapaz estava, deitado sobre a luctífera pedra do necrotério, e pós-se a chorar com dor e desesperança, contam as pessoas que a longa distância podia ouvir os gritos da moça. Todos naquele ambiente puderam partilhar daquela dor e angústia, foi quando perceberam que o choro ininterrupto cessou, e por um instante viram que a jovem permanecia debruçada sobre o corpo do jovem, porém imóvel. Correram em seu socorro e ao chegarem até a moça tiveram a triste surpresa... vitimada por um ataque cardíaco fulminante a jovem jazia morta sobre o corpo do rapaz. Muitos dizem que a dor fora tamanha, que o coração dela não conseguiu suportar. 

A história comoveu a todos da cidade, que por escolha coletiva, resolveram homenagear o casal, representando a cena da morte da jovem, sobre a lápide de seu falecido amado.


7- O Véu da Noiva (Santo André-SP)



Esta é mais uma história de amor impossível. Um tipo de “Romeu e Julieta” Tupiniquim... Como cenário, a Vila histórica de Paranapiacaba, situada no alto da Serra do Mar, no município de Santo André.

Quem já foi lá certamente viu a Vila desaparecer de uma hora para outra, engolida aos poucos por uma densa e branca neblina que sorrateiramente sobe a serra, passa pelos patamares e pela Grota funda e invade toda a vila.

A Vila de Paranapiacaba foi construída pelos ingleses no início do século XX. As charmosas casas de madeira abrigaram os funcionários que trabalharam na construção e operação da estrada de ferro.Os altos cargos eram ocupados pelos Ingleses, enquanto que outros imigrantes (italianos, portugueses...) formavam a massa operária.Um visitante desavisado pode acreditar que este cenário é apenas uma bela manifestação da natureza, mas os moradores garantem que esta névoa oculta muito mais do que os nossos olhos podem ver. Eles sabem “quem” é esta neblina!

Diz a lenda que o filho de um rico engenheiro inglês da São Paulo Railway apaixonou-se por pela filha de um operário. Ele rico e protestante. Ela pobre e católica. Uma união impossível naqueles tempos....

O engenheiro inglês proíbe esta união. O filho apaixonado, em típica rebeldia juvenil não dá ouvido e marca seu casamento na Igreja do Bom Jesus.

O Lord Inglês enfurecido pela desobediência de seu filho, agravada pelo desaforo de um casamento marcado em território católico, na parte alta de Paranapiacaba, planeja a sua desforra.

No dia da cerimônia, inicio da tarde, na hora marcada para o enlace, noiva no altar... Passam os minutos, horas e o noivo não aparece. Ao longe, na parte baixa da vila, em uma das exuberantes residências ocupadas pelos engenheiros ingleses, um choro soluçado se ouvia. O noivo, trancado pelo pai raivoso no porão da residência foi impedido de comparecer ao seu matrimônio. Abandonada no altar, a noiva não conteve a tristeza e a humilhação. Fugiu desolada e tomou o primeiro locobreque que descia em direção à baixada santista.

Ainda em seus brancos trajes de núpcias e com o coração partido, a noiva infeliz finalizou sua tragédia ao mergulhar no precipício assim que a composição cruzou a Grota funda.

Nunca seu corpo foi encontrado, mas a partir deste dia, em todo começo de tarde uma densa neblina cobre a vila. Dizem ser a noiva que sai da Grota funda e invade a vila a procura do seu amado.


6- A Noiva da Colina (Piracicaba-SP)




Conta-se que há muitos e muitos anos, quando a cidade não passava de um vilarejo, viveu por estas bandas um jovem casal de apaixonados que costumava se encontrar todos os dias, ao entardecer, numa pequena colina às margens do caudaloso rio que dava nome à cidade.

A paixão que os unia era tão intensa que, cada novo encontro, tornava-se pura magia, graças ao cenário fantástico que os envolvia nesses idílios. Traçavam belos planos para o futuro que incluíam filhos para compartilhar esse grande amor. Sonhavam com uma casinha aconchegante e cheia de flores à beira do rio que amavam tanto e que sempre faria parte de suas vidas, já que Ari era um pescador.

A cerimônia do casamento seria na capela, ornada com flores em profusão, de todos os matizes, pois plantas e flores eram a paixão de Iraci, a jovem casadoira.

A moça, vendo que a coroação do sonho estava próxima, sentia-se num verdadeiro paraíso onde só havia amor, encantamento e felicidade. Às vésperas do casamento, tudo já estava mais ou menos encaminhado. O casal acertava os últimos detalhes sentado na barranca do rio, quando Ari vislumbrou entre o vão das pedras, uma flor estranha e de inigualável beleza e decidiu colhê-la para sua amada já que ela gostava tanto de flores. Foi cautelosamente escalando as pedras mais secas e logo chegou ao destino. Parou maravilhado pela rubra flor aveludada e ficou contemplando absorto as pétalas salpicadas de gotinhas furtacores, ansioso para entregá-la ao seu grande amor. Tão embevecido ficou que, pisando em falso, foi colhido de surpresa pela força truculenta da correnteza. Tentou lutar contra ela, mas a violência das águas era tanta que o pobre rapaz sucumbiu num redemoinho de espuma. Iraci, que tudo assistia sem nada poder fazer, entrou em desespero e, num ímpeto ditado pelo coração, mandou-lhe um último beijo, pedindo a Deus que o acompanhasse.Jamais encontraram o corpo do jovem tragado pelo rio, que nunca o devolveu. Para a donzela, que viu seus sonhos de amor desmoronarem, só restaram as lágrimas. Tudo perdeu o sentido, sua vida não tinha mais significado.

Todos os dias, religiosamente, ela rumava para a beira do rio e, na pequena colina, com os olhos perdidos no horizonte, sentia a aragem suave envolvendo-a, e fechava os olhos imaginando que era o seu amor afagando-lhe os cabelos como sempre fazia. Só assim conseguia um pouco de paz e conforto para aplacar sua dor pela imensa saudade.

Passaram-se os anos rapidamente. Os loiros cabelos, que a brisa do rio continuava a afagar mansamente, tornaram-se brancos como a espuma do rio e, todos os dias, a velha senhora era vista na colina perto do rio a derramar lágrimas de saudade pelo noivo engolido pelas águas traiçoeiras do rio.
Sua história perdeu-se entre tantas outras e diluiu-se no tempo. Mas há pescadores que juram de “pés juntos” que, ainda hoje, em noites sombrias, ouvem choro e lamentos longínquos. É o pranto eterno da noiva que, segundo a crença popular, continua misteriosamente a ecoar pelas cercanias do rio.

Não se tem certeza de sua veracidade, mas essa é uma das muitas histórias que são contadas pelos avós aos atentos netinhos em noites de temporal e passadas de geração em geração.
Em épocas de cheia do rio, quando as águas barrentas invadem com fúria as habitações ribeirinhas, dizem que são as lágrimas da moça pelo noivo perdido que fazem o rio transbordar. Pode ser mais uma história de pescador. Quem sabe?…

A cidade de Piracicaba é famosa, além das fronteiras, como a “Noiva da Colina”, e seu nome em tupi-guarani quer dizer “lugar onde o peixe para”. Seu majestoso salto é conhecido como “Véu da Noiva”, pois desce as pedras em cascata, espumejando as águas até torná-las brancas como o tule farto que adorna a grinalda das noivas ao pé do altar.

Os nativos desta terra são apaixonados pelo rio e pela ”noiva”. Não há um só poeta ou escritor piracicabano que não tenha cantado em verso ou em prosa as suas belezas naturais.

E o imponente Rio Piracicaba, em seu eterno corcovear, leva para longe a história de amor dos dois amantes, que ficou para sempre em suas águas a vagar…


5- A Emparedada da Rua Nova (Recife-PE)


Quase todos os recifenses que estão na sexta década de vida ou que já passaram, ouviram falar no caso, na Emparedada de Rua Nova, senão como um romance escrito pelo fundador da Academia Pernambucana de Letras, Carneiro Vilela, mas como um acontecimento trágico, o qual, por certo, marcara a vida da cidade no século XIX. Conta que uma mulher chamada Josefina, era amante de um certo homem, que em um dia enterrou-a entre duas paredes na sua casa. 

O caso se tornou famoso por Josefina ser uma mulher social, vivia em festa, casamentos e acontecimentos no Recife, porem começou-se a notar a falta da mulher em festas, e daí começou a lenda, ninguém sabe se é um mito ou verdade, porém o mistério ainda rola na Rua Nova.


4- A Noiva da Avenida das Torres (Curitiba-PR)


Uma noiva iria se casar numa igreja de Curitiba. Mas dentro da sua limusine ela viu seu noivo fugindo de caminhão com outra mulher . Então ela mandou seu motorista seguir o veículo suspeito que ia em direção a cidade de São José dos Pinhais. A moça traída estava nervosa e mandava seu chofer dirigir cada vez mais rápido. Ao chegar a Avenida das Torres, bem na Curva do Tomate, a limusine teve um acidente e a noiva faleceu na hora . 

Diz a lenda que no aniversário do seu dia de casamento o fantasma desta noiva aparece na Avenida das Torres, perto da curva do tomate, pedindo carona aos caminhões com esperança de achar o noivo fujão. 

Inclusive alguns caminhoneiros afirmaram, num programa de televisão dos anos oitenta, que já viram o espectro de uma noiva correndo pelo local. Um deles disse que teve um acidente porque uma mulher vestida de noiva apareceu , do nada, na sua frente e, ao tentar desviar desta moça, ele bateu seu caminhão em um dos postes da Avenida das Torres.


3- A Noiva Fantasma  da Escola (Itaperuçu e Rio Branco do Sul -PR)


Um fenômeno no mínimo macabro vem colocando um ponto de interrogação na cabeça de moradores de Itaperuçu e Rio Branco do Sul, na região metropolitana de Curitiba em 2014. De acordo com relatos de moradores, uma “Noiva Fantasma” teria aparecido na Avenida Industrial, uma via cercada de matagais que liga os dois municípios.

De acordo com Ivo Faria, responsável pelo Jornal Expresso e que divulgou as imagens, o vídeo com a aparição se tornou o assunto da cidade em 2014 e alguns moradores organizaram uma vigília para que a alma ‘descanse em paz’. “Eu sou professor e a escola só falava disso. Para esta segunda à noite uma igreja organizou uma vigília para proteger as duas cidades”, comentou.

Faria conta que a localidade da Tacaniça, região onde ela foi vista, possui uma lenda que já vem dos anos 1960. Segundo a história, uma loira costumava aparecer em um campo de futebol e após a construção de uma escola, ela voltou a aparecer a noite nos corredores e banheiros. Outro ponto que alimenta a crença desta vez é o fato de a menos de 100 metros do local da aparição, existir uma conhecida casa de casamentos.

As imagens divulgadas por Ivo foram feitas por Willian Polonha. “Muitos na internet estão dizendo que trata-se de uma brincadeira e deve ser, mas eu fiz as imagens e não estava participando disso. Estava passando com cinco amigos e filmei porque já tinha visto essa noiva por lá antes”, garantiu.

Nas redes sociais, as repercussões são diversas. Enquanto alguns acreditam plenamente na aparição, outros criticam a “grande brincadeira” dessa mulher. “Que loucura fazer isso. Se aparece alguém e dá umas pedradas ou um tiro, está feito o problema. Povo maluco”, disse um internauta.

Para os mais descrentes, as teorias também são muitas. Segundo um dos internautas, é estranho o vídeo começar a ser filmado exatamente nesse momento. Para outro, ela teria desembarcado de um carro e esse seria o motivo da intensa iluminação.

Confira a gravação feita em 2014:



2- A Noiva da Igreja Santa Rita (Paraty- RJ)


Paraty é rica em narrativas sobre acontecimentos fantásticos. Desse repertório variado de lendas relativas à história do lugar, de pessoas e crenças, transmitidas pela tradição oral através de gerações, consta a do jovem casal apaixonado que em meados do século 19 pretendia unir-se em matrimônio na igreja Santa Rita. Felizes com a proximidade da cerimônia religiosa, os noivos demonstravam a alegria que sentiam através do sorriso franco com que recebiam os parentes e amigos que deles se aproximavam. Mas a jovem morreu poucas horas antes de subir ao altar, sem que ninguém pudesse explicar como e por qual motivo tal fatalidade tinha acontecido, já que a noiva era dona de excelente saúde.

Inconformado, o noivo trancou-se em casa sem querer ver ninguém. Mas dois dias depois ele levantou-se desesperado. Saiu às pressas, dirigiu-se à igreja e lá implorou ao vigário que abrisse o caixão enterrado no cemitério do próprio templo, alegando que sua amada o estava chamando. Os que o acudiram acharam que ele estava ficando louco, tentaram acalmá-lo, mas sem aceitar a ideia de abertura do caixão, apesar dos pedidos insistentes feitos pelo agitado rapaz. Dali para frente, e durante muito tempo, os que passavam à noite pelo largo da igreja Santa Rita juravam de mãos juntas terem visto um fantasma vestido de noiva, bebendo água no chafariz localizado em frente à igreja.

Muitos anos depois, quando foram retirar os restos mortais da jovem, descobriram que o seu esqueleto estava virado, de bruços. Essa constatação fez todo mundo imaginar que a noiva provavelmente morrera de sede dentro do caixão, sem que ninguém tivesse ouvido os seus pedidos de socorro. Para evitar que o fantasma dela continuasse saindo em busca de água no chafariz, o padre mandou perfurar um poço dentro da igreja, e isso bastou para que o fantasma nunca mais fosse visto do lado de fora.

O chafariz do largo e o poço da igreja existem, e estão até hoje no mesmo lugar.


1- A Noiva da Estrada (Marília-SP)


Existem na verdade várias versões da história, mas nenhuma delas pôde ser historicamente comprovada.
Eu não a vi, não estava lá, mas uma amiga, voltando da faculdade, de Marília-SP para a cidade de Ocauçú, distante 30 ou 40 quilômetros, teve a desagradável experiência, que conto a seguir... Vamos aos fatos históricos:

Na estrada entre Ourinhos e Marília existem duas serras, a estrada foi remodelada em meados dos anos 70, mas até os dias de hoje vitima muita gente com suas curvas sinuosas e abismos.

Em 1962, uma jovem mariliense (a cidade era conhecida ainda por "Alto Cafezal") estava para se casar. O casamento seria em Ourinhos. No carro, um Bel-Air, estava ela, jovem radiante, e o motorista, na verdade, seu cunhado, que se dispôs a dirigir naquele dia tão importante.

Caía a noite na estrada velha, haviam curvas muito fechadas e estreitas, o despenhadeiro era fatal, pedras, devido a umidade do solo, frequentemente barravam a estrada.

Já trajada com o vestido branco, a moça se dirigia feliz ao seu casamento. Ao passar pela primeira serra, porém, um velho caminhão, ao desviar de uma barreira, invadia a pista contraria.

Distraídos, na noite de lua clara, não houve tempo para muita reação, o jovem num desvio brusco, saiu da estrada, restando apenas o despenhadeiro... Ambos morreram instantaneamente.

Anoiteceu, o noivo à espera na catedral se tornava impaciente, ligou para a casa dos sogros, estava a empregada, que nada sabia...

Acreditou que ela havia desistido e fugira... Pernoitou inconsolado em Ourinhos, alguns convidados também ficaram...

Na manhã do outro dia, o frio do inverno, a neblina da altitude... Estranhamente um carroceiro que passava pelo local avistou, cerca de duzentos metros abaixo, o carro preto, destroçado. Chamou a polícia rodoviária, e em poucas horas o luto tomou conta de ambas as famílias... Esse fato ocorreu em agosto de 1962, foi um inverno frio, até para quem morou lá!

Acredita-se que a noiva não se deu conta que morreu, que sobe todas as noites de agosto, inverno, com lua clara, o barranco que há tantos anos lhe tirou a vida, aborda pessoas susceptíveis na estrada, apenas em busca de uma carona para Ourinhos, para seu casamento, em um círculo triste e infindo.

Voltando às lendas, vários moradores de arredores relataram detalhadamente o acontecimento, dentre elas essa minha amiga que não tem o costume de mentir, e pelo seu trauma, não tenho dúvidas que ocorreu...
Ao passar pela primeira serra entre Marília e Ourinhos, em noite de lua clara, avista-se uma jovem, um pouco suja e bastante aflita pedir carona, ninguém que eu saiba, se atreveu a parar. Ela então surge no banco traseiro do veículo, não diz absolutamente nada, apenas o perfume floral e sua pele branca e cabelos negros são visíveis. O frio toma conta do recinto, ela age como que aliviada, sem muitos movimentos, porém perfeitamente nítida. Na violenta curva a seguir, saindo da primeira serra, simplesmente desaparece.

Dezenas de caminhoneiros pelo Brasil atestam o que lhes estou contando, procurem em registros de jornal (AGOSTO 1962) na biblioteca de Marília quem for até lá, só evitem viajar pala BR ao caír da noite, principalmente numa noite de lua clara de inverno.

terça-feira, 24 de maio de 2016

Snapchat vira trailer de filme de terror nessa divertida paródia


O canal nomegusta criou um vídeo para satirizar o Snapchat, chamado "Snapchat: O filme" a produção foi ao ar nessa última segunda-feira (23 de maio).

O divertido vídeo transformou o popular aplicativo em um trailer de filme de terror, para isso situações cotidianas dos usuários da rede social ganharam uma criativa e divertida revisão inspirada nos mais famosos clichês do cinema de terror.

A produção em menos de 24 horas já entrou para a lista dos assuntos mais comentados do Twitter.


Confira:

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Assista legendado os primeiros minutos da segunda temporada da série Scream


Mais novidades sobre a segunda temporada de Scream, a MTV americana liberou os primeiros 7 minutos da segunda temporada do seriado da franquia Pânico e a página Scream Brasil legendou em português a abertura do seriado para nós.

A estreia nos EUA acontece dia 30 de Maio, e um dia depois no Brasil pelo serviço de streaming Netflix. Será exibido um episódio por semana, toda terça-feira.

Já dá para sentir um gostinho do que vem por aí..


Assista:

 

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Noite dos OVNIS completa 30 anos sem explicação em São José dos Campos-SP



Um dos maiores eventos ufológicos já registrados completou 30 anos nesta última quinta-feira, 19, e ainda é um mistério. Eram 23h15 do dia 19 de maio de 1986 quando o radar da torre de controle do aeroporto de São José dos Campos, interior de São Paulo, detectou a presença de dezenas de objetos voadores não identificados realizando voltas pelos céus da cidade, numa noite clara. Trata-se de um dos raros casos de aparições admitidas por autoridades militares brasileiras.

O fato, que ficou conhecido como “Noite Ufológica”, atraiu a atenção da Nasa, agência espacial norte-americana, que investigou o caso. Naquela noite, cinco caças da Força Aérea Brasileira (FAB) foram enviados para acompanhar o fato inusitado. A investida, porém, foi em vão, pois as aeronaves foram incapazes de acompanhar a velocidade dos objetos, que faziam evoluções a uma velocidade inalcançável pelos caças.

Sérgio Mota da Silva, que trabalhava naquela noite como controlador de voo, afirma ter visto diversos pontos luminosos e acionou um caça que passava na mesma rota. Na mesma hora, o então presidente da Embraer e recém-nomeado presidente da Petrobras, Ozires Silva, voava num avião Xingu e também relatou ter visto as luzes.

À época, ele havia afirmado que “as luzes tinham presenças reais, eram alvos primários no radar, alvos positivos, uma coisa concreta. A visibilidade estava muito boa, noite estrelada. E entre as estrelas vi um objeto que parecia um astro, meio arredondado e vermelho. Só que astros não aparecem no radar”.



“Luzes multicoloridas”

O repórter-fotográfico Adenir Britto, 51, que trabalhava para o hoje extinto jornal “ValeParaibano”, testemunhou o fato e foi o único profissional a registrá-lo. “Estávamos no fechamento de edição, quando repórteres atendiam ligações de pessoas que diziam estar avistando ‘discos-voadores’ nos céus de São José dos Campos. De início, não demos muita importância, pensando se tratar de trotes. Mas o número de ligações na redação aumentavam , vindo de diferentes regiões da cidade”, disse.

“Incrédulos, eu e a jornalista Iara de Carvalho decidimos ir até o pátio do jornal para conferir. Começamos a olhar para o céu, quando avistamos luzes multicoloridas que se movimentavam rapidamente em todas as direções, onde as cores vermelha, amarela e alaranjada predominavam. O que mais impressionava eram as retomadas de velocidade, seguidas de uma desaceleração brusca. Vimos que não se tratava de objetos com interferência humana como balões, aviões e outros. Era impossível existir invenções humanas capaz de impor tamanha velocidade e de repente ficar imóvel”, relembra Britto.

Segundo ele, representantes da Nasa, acompanhados por militares do Centro Tecnológico Aeroespacial (CTA) de São José dos Campos, levaram os negativos fotográficos para “estudos”. O material nunca foi devolvido. O que restaram foram recortes de jornais da época, com as fotos publicadas.

Em nota, o Comando da Aeronáutica afirmou que “não dispõe de estrutura e de profissionais especializados para realizar investigações científicas ou emitir parecer a respeito desse tipo de fenômeno aéreo”.

O único profissional de imprensa e fotógrafo profissional a registrar o caso foi Adenir Britto. Porém o mistério de suas fotos terem sido recolhidas da redação do jornal Vale Paraibano. Restaram registros publicados.

Confidencial

À época do fato, o então Ministro da Aeronáutica, brigadeiro Octávio Júlio Moreira Lima, disse em entrevista coletiva com os pilotos que o fato seria apurado pelo órgão. O resultado foi um dossiê mantido sob sigilo desde 1986 e divulgado apenas em 2014.

Na oitivas, os pilotos confirmam que viram pontos de luz no céu, que mudavam de cor e se movimentavam em alta velocidade. O dossiê com título 'Possível Aparecimento de Ovni em São José dos Campos e Anápolis' concluiu que “os fenômenos eram sólidos e refletem de certa forma inteligências, pela capacidade de acompanhar e manter distância dos observadores”.

Os relatórios fazem hoje parte do acervo do Arquivo Nacional, sendo o segundo material mais acessado do acervo, atrás apenas dos relatórios da ditadura militar. Pela busca, todos os arquivos foram digitalizados e em 2014 o acesso tornou-se possível pela internet.



Repercussão

Na edição de 22 de maio de 1986, o Estado repercutia o episódio em sua capa, com a chamada: ‘Aventura, o piloto procurando os OVNIs”. O texto dizia: “Dez oficiais da Força Aérea Brasileira falaram mais de duas horas para jornalistas sobre OVNIs perseguidos no dia 19, mas a conclusão foi que os F-5 e os Mirage não chegaram sequer a identificar os pontos luminosos identificados pelos radares do Centro Integrado de Defesa Aérea. Os aviões carregavam mísseis e canhões, mas a ordem era apenas identificar o alvo, que no final não pôde ser cumprida por ninguém.”

Na página interna, o jornal destacava a “Invasão aérea. São os tais OVNIs’, relatando a aventura de oficiais da aeronáutica em busca de respostas para as luzes no céu de São Paulo. O ministro da Aeronáutica tentou oferecer explicações, mas se rendeu ao ineditismo do fato. “O próprio ministro admite que as informações dos pilotos e das bases em terra são ‘fantásticas’, e que no momento não há como explicá-las. Oficialmente, disse, trata-se de ‘um fenômeno inexplicável'”.


Ouça a gravação da conversa entre os pilotos:



Confira essa matéria feita pela TV Vanguarda no dia 19 de maio/2016:




Fontes: Istoé e G1

quinta-feira, 19 de maio de 2016

O Exorcista está chegando, nova série da FOX ganha trailer de arrepiar


Como já falamos aqui a Fox planejava fazer uma série inspirada em O Exorcista e recentemente foi confirmado que "The Exorcist" vai sair do papel, o seriado terá Alfonso Herrera (Sense8) e Geena Davis no elenco. A  série vai sair do forno ainda esse ano e já ganhou um trailer de arrepiar!

A série é escrita por Jeremy Slater (Renascida do Inferno, Quarteto Fantástico), e está sendo descrita como uma reinvenção contemporânea do livro, que deu origem ao filme de terror clássico de William Friedkin. Em "The Exorcist" acompanharemos dois homens muito diferentes - Padre Tomas Ortega (Alfonso Herrera) e Padre Marcus Lang (Ben Daniels) - abordando o caso de possessão demoníaca em uma família e tendo que encarar o verdadeiro mal.

Geena Davis interpreta Angela Rance, uma mulher naturalmente bonita e orgulhosa, mas passando por momentos difíceis e stress, Angela faz tudo o que pode para se manter positiva e a fé em si mesma, durante a luta de sua família. Ela não pode ajudar, mas acha que talvez seus pesadelos sobre um demônio podem ser um sinal de que está errada. Brianne Howey, Hannah Kasulka e Kurt Egyiawan também estão no elenco. Rupert Wyatt (do ótimo Planeta dos Macacos: A Origem) dirige o piloto.

A série tem previsão de estreia para novembro desse ano.


Confira o trailer legendado:

quarta-feira, 18 de maio de 2016

A Maldição do Vilarejo é o tema das Noites Macabras do Wet'n Wild

A Maldição do Vilarejo será o tema do evento noturno que começa dia 22 de julho


Depois de ser o cenário do duelo entre os Piratas e Zumbis mais aterrorizante da história, o parque aquático Wet’n Wild se transformará em um vilarejo amaldiçoado. A segunda edições das Noites Macabras já tem data para começar. A partir de 22 de julho, o complexo passa a ser uma pacata cidade que guarda um segredo maldito.


Enredo
 
Nesse pacato vilarejo sua moradora mais ilustre é a temida Bruxa Havena, que vive os últimos dias de seu reinado. Para a escolha do sucessor supremo, é organizada uma cerimônia que reúne bruxos e feiticeiros dispostos a qualquer magia para ocupar o seu lugar. Rituais, feitiçarias e todos os poderes serão colocados à prova.


Atrações

Os visitantes serão os convidados especiais. Para recebe-los, algumas atrações estarão tematizadas. O Vortex, se transformará no Grande Engolidor de Espíritos, onde bruxos aguardam ansiosamente a chegada de cada visitante. O Lazy River será o perigoso rio que corta o vilarejo onde está o Túnel do Terror Aquático que levará à Mansão da Bruxa Havena. No Labirinto das Bruxas, os visitantes passarão por salas com diferentes tipos de feitiços e rituais. Para os que curtem aterrorizar, a Balada Sinistra será o local ideal. Isso sem contar os inúmeros bruxos que estarão espalhados por todo o Vilarejo Amaldiçoado, sedentos em dar sustos.

De acordo com Alain Baldacci, presidente do Wet’n Wild, o grande diferencial do evento é o fato de ser realizado em um parque aquático, embora não seja necessário se molhar para participar. “A temática do terror vem sendo cada vez mais explorada pelos empreendimentos do setor. No entanto somente o Wet’n Wild é um complexo aquático. Inovamos ao incluir o evento em nosso calendário. A primeira edição foi um grande sucesso e segunda chega para consolidar as Noites Macabras como um evento que veio para ficar”, ressalta.

Para tornar o evento ainda mais atraente, os sete milhões de litros de água que formam o complexo aquático estarão aquecidos entre 26 e 28 graus.

Esse ano o evento deverá ir até outubro.

Alguns dos personagens do evento estiveram presentes na coletiva de imprensa


O Wet'n Wild

O complexo aquático, possui área total de 116 mil m², com capacidade para receber até 12 mil pessoas por dia. Com 25 atrações, que juntas totalizam 7 milhões de litros de água tratada e reciclada, elas estão classificadas como: família, moderadas e radicais, promovendo diversão para todas as idades.


Serviço:

Acesse www.wetnwild.com.br
Siga no Facebook (Wet´n Wild - São Paulo) e no Twitter (@wetnwildsp)
Wet’n Wild - Acesso pela Rodovia dos Bandeirantes,km 72 Itupeva, São Paulo
11.4496-8000

terça-feira, 17 de maio de 2016

O pai dos zumbis: George Romero, ganha mostra de cinema em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília


De 18 de maio até 06 de Junho os mortos-vivos de George Romero ganham espaço nos CCBBs de São Paulo e do Rio de Janeiro, em uma mostra de cinema com o título “George Romero – A Crônica Social dos Mortos-Vivos”.

A mostra ficará em cartaz entre 18 de maio e 06 de junho simultaneamente nos CCBBs de São Paulo e Rio de Janeiro. Depois o evento parte para Brasília de 1 a 20 de junho. Prometendo exibir além da filmografia, remakes de sua obra, documentários e um debate.
 
Festa Temática
 
E para o pessoal de São Paulo terá uma festa temática para comemorar a abertura da mostra, o CCBB SP e o Alberta#3 recebem o público para uma noite temática inspirada no universo dos zumbis, retratado nos filmes do nosso homenageado, no dia 18/5 (quarta-feira).

Para essa noite especial, a banda Alarde celebra 10 anos e traz músicas inéditas de seu próximo trabalho em um show de letras intensas, rock'n'roll setentista, influências de jazz e música brasileira. A apresentação conta com a participação de Lanny Gordin, ícone da guitarra, gênio instrumentista, mestre dos improvisos e harmonias improváveis. 
 
Para mais informações acesse o site oficial.
 
 
Festa Temática de abertura da mostra:

Data: 18/5, quarta-feira
Horário: 20h
Show da banda Alarde e Lanny Gordin: a partir das 22h
Preço: R$ 10,00 (meia-entrada para quem apresentar o ingresso da mostra)
Local: Alberta#3
Av. São Luís, 272 - República, São Paulo/SP
Telefone: 11 3214-5256
 
Mostra de Cinema SP
 
George Romero – A Crônica Social dos Mortos-Vivos
Data: 18 de maio a 06 de junho de 2016  
Local: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo
Rua Álvares Penteado, 112 - Centro CEP: 01012-000 | São Paulo (SP) (11) 3113-3651
ccbbsp@bb.com.br
Funcionamento: de quarta a segunda, das 9h às 21h.

Mostra de Cinema  RJ

George Romero – A Crônica Social dos Mortos-Vivos
Data: 18 de maio a 06 de junho de 2016  
Local: Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro
Rua Primeiro de Março, 66 - Centro CEP: 20010-000 / Rio de Janeiro (RJ) (21) 3808-2020
ccbbrio@bb.com.br
Funcionamento: de quarta a segunda, das 9h às 21h.

Mostra de Cinema Brasília 

George Romero – A Crônica Social dos Mortos-Vivos
Data: 01 a 20 de junho
Local: Centro Cultural Banco do Brasil Brasília
SCES, Trecho 02, lote 22 CEP: 70200-002 | Brasília (DF) (61) 3108-7600
ccbbdf@bb.com.br
Funcionamento: de quarta a segunda, das 9h às 21h.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Dead Island ganha versão inspirada nos anos 80


A franquia de terror Dead Island ganhou uma nova trama que surpreendeu a todos, essa nova versão apresentada é totalmente diferente dos jogos de sobrevivência em uma ilha infestada de zumbis que todo mundo estava esperando, Dead Island Retro Revenge é um game 16-bit arcade que parece ter saído diretamente dos anos 80, apresentando situações pra lá de cômicas em um charmoso visual retrô, esse game promete recuperar a magia dos jogos de fliperama que marcaram época.


Sinopse

Determinado em salvar seu gato, Max deve trilhar um caminho sangrento através de uma Califórnia infestada por zumbis, passando por hordas de mortos vivos, batalhões de soldados corruptos e uma série de ex-prisioneiros mal intencionados. Faça combos malucos, colete power-ups, empunhe super armas e libere ataques mágicos insanos enquanto luta para se tornar o incrível herói de um side-scrolling 16-bit que você sempre acreditou ser!


Novidades

• O visual retrô encontra o combate baseado em armas brancas
• O game conta com placares de líderes, conquistas e um nível de profundidade além do gênero
• Mecânicas do jogo incluem power-ups, super ataques e um sistema de combos bem maneiro

Para aqueles que adquirirem o pacote completo Dead Island Definitive Collection contendo Dead Island Definitive Edition e Dead Island: Riptide Definitive Edition, também receberão de graça Retro Revenge. Essa edição estará disponível nas lojas e digitalmente pelo preço sugerido de US$ 39,99 (ou equivalente em moeda local). 


Data e plataformas 

‘Dead Island Retro Revenge’ chega para PC, Playstation 4 e Xbox One no dia 31 de Maio 


Confira o trailer: 

sexta-feira, 13 de maio de 2016

A morte está adiante nesse curta animado para a sua Sexta Feira 13


Para comemorar a Sexta Feira 13 nada melhor do que assistir o curta animado Dead Ahead, dirigido pelo artista Donal O’Keffe. O curta é uma verdadeira homenagem aos clássicos de terror, sendo obrigatório assistir várias vezes para pegar as referências de tudo o que acontece.

Um grupo de viajantes desavisados dirige tranquilamente pela estrada até que coisas estranhas vão acontecendo, obrigando-os a se separar.

Você consegue identificar todos os filmes homenageados no curta?


Confira:

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Quando a Vela Apaga: Natal-RN recebe espetáculo de terror nessa Sexta Feira 13


Na SEXTA-FEIRA 13 de maio, começa a nova temporada do espetáculo "Quando a vela apaga". Vão ser 3 dias de apresentações 13, 14 e 15 de maio (sexta-feira, sábado e domingo às 19h15 na Pinacoteca Potiguar) com um espetáculo que resgata contos e figuras de suspense/terror do imaginário popular. Os ingressos podem ser comprados pelo site:www.eventick.com.br/quandoavelamaio, com sessões limitadas.

A peça é da S.E.M. Cia de Teatro (Sentimento, Estéticas e Movimento) com sucesso e sessões esgotadas nas edições anteriores. O diretor José Neto Barbosa (eleito Melhor Ator Nacional de 2015 pela Academia de Artes no Teatro do Brasil) promete uma aventura ainda mais visceral, com sensações intensas.

"A plateia é convidada a embarcar numa verdadeira aventura nas dependências do antigo palácio da cultura. Um percurso com cenas e surpresas que retratam o medo e outros horrores." Afirma José neto que também relata ser um momento de inclusão, formação e espaço para os atores que normalmente não têm oportunidade de trabalhar e vivenciar suas habilidades:

“Precisamos repensar os espaços da cidade, e questionar sempre os caminhos criativos e comportamentos do fazer teatral não só em Natal. É sim um processo de ocupação de um lugar que ultimamente parece se abrir mais ao público potiguar em tempos de teatros fechados na cidade.”

Segundo o José Neto, o público vai se deparar com um espetáculo vivo e em constante metamorfose. 

“A cada sessão experimentamos ações, reações e cenas diferentes. Acreditamos que uma peça de teatro não é só ficção, nunca está completamente pronta, e se faz da relação com a plateia.”

A classificação do espetáculo é de 16 anos e a entrada é proibida também para pessoas com problemas cardíacos ou diagnósticos do tipo.



Local, datas e horários

Local: Pinacoteca Potiguar (Praça Sete de Setembro - Cidade Alta, Natal - RN)
Datas: 13, 14 e 15 de maio
Horário: 19:15
Classificação Indicativa: 16 anos

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Acampamento de verão termina no terror em nova série no estilo Sexta Feira 13


Quem gosta de filmes do gênero "terror em acampamento" no estilo Sexta Feira 13 irá adorar essa novidade. O canal americano Freeform vai lançar em junho sua nova série chamada "Dead of Summer".

A série se passa no final da década de 1980, no período de férias escolares durante o verão, e a temporada ensolarada será movimentada em Camp Clearwater, um acampamento de férias do meio-oeste americano aparentemente calmo, onde jovens vão experimentar seus primeiros amores, seus primeiros beijos – e também suas primeiras mortes.

Porém, uma antiga e sombria mitologia de Clearwater desperta, e o que era para ser um verão de folia logo se transforma em um período inesquecível de sustos e de terror. Dead of Summer é um programa que mistura gêneros e estilos, enquanto examina a luz e a escuridão de um verão como nenhum outro.

Dead of Summer estreia no dia 28 de junho pela Freeform nos Estados Unidos.



Confira o trailer:

terça-feira, 10 de maio de 2016

Hora do Horror de Hopi Hari faz parceria com as Noites do Terror do Playcenter para edição histórica


Segurem as emoções! Hopi Hari e Playcenter anunciaram essa semana uma união histórica. Depois de 15 anos de sucesso, a “Hora do Horror” do Hopi Hari receberá os monstros das “Noites do Terror” do Playcenter, a mais tradicional festa de horror do Brasil. Juntos, farão de 15 de agosto a 6 de novembro no Hopi Hari o maior evento de horror das Américas.

A expectativa é levar mais de 600 mil visitantes ao parque, um crescimento de 44% se comparado ao evento de 2015. “Estamos muito felizes em trabalhar em parceria com o Playcenter. O evento Noites do Terror é o mais tradicional evento de horror do Brasil, com 25 anos de existência no mercado, e precursor do Hora do Horror” disse Luciano Correa, CEO do Hopi Hari.“Esta parceria é muito importante para o Playcenter pois proporcionará aos nosso fãs utilizar toda a infraestrutura de entretenimento e produção do Hopi Hari, o maior parque temático do Brasil, criando um ambiente único com diversão e muito medo” diz, Marcelo Gutglas, presidente de Playcenter.

A união das duas marcas líderes no mercado, reforça a estratégia de posicionar tanto o Hopi Hari quanto o Playcenter no mercado premium de experiências” diz Flávio Carrera, diretor de marketing do Hopi Hari. “O público pode esperar muitas novidades, como música eletrônica, assombrações e os monstros mais consagrados da história, voltando agora para assombrar nossos visitantes. Os patrocinadores do evento serão beneficiados com a presença do público qualificado em um único evento com mais de 70 dias de duração”, completa Carrera.

Para Michelle Costa, diretora de marketing do Playcenter, a parceria tem tudo para ser um sucesso: “pela primeira vez os monstros mais icônicos da história estarão assuntando juntos os seus fãs, em um evento com muita emoção. Estamos preparando uma experiência épica e inesquecível” para todos os fãs do Noites do Terror.


Hotel mal-assombrado

O tema deste ano será "Gran Horror Hotel". Visivelmente inspirado no seriado "American Horror Story: Hotel" o enredo irá girar em torno de um Baile de Debutantes em um hotel mal-assombrado, o Grand Hotel de Eigon. Seu dono, Eigon, tentou comprar um antigo asilo abandonado para transformá-lo no hotel de seus sonhos. Depois de ver seus planos frustrados, decidiu usar seus poderes de magia negra e colocar fogo no antigo prédio, conseguindo finalmente construir o hotel.

Após a inauguração, cada ambiente passou a ter ares sombrios, que guardavam segredos e maldições nunca antes revelados. O hotel que recebia muitos hóspedes famosos e da alta sociedade ocultava forças sobrenaturais e malignas, capaz de amedrontar os mais céticos. Em pouco tempo, os hóspedes abandonaram o hotel. Para recuperar a clientela exigente, Eigon decidiu fazer um Baile de Debutantes, a maior festa da América Latina. Os visitantes sentirão na pele o resultado – se tiverem coragem de ficar para a festa.


Atrações do Grand Hotel de Eigon

Na festa, Eigon promove um show de abertura e encerramento. O grande salão do Hotel, com recepção, porta giratória e elevador levará os clientes para o segundo andar onde estão os mais importantes convidados. As áreas externas do Hotel reservam atrações especiais, onde no palco principal, apresentadores, dançarinos performáticos e 100 artistas estrategicamente posicionados vão assombrar todos os clientes.


Novidades no parque

Os Planos do Hopi Hari para este ano incluem pintura total do parque, novos eventos e a construção da esperada montanha russa 10 Inversions.


Datas

O evento acontecerá de 15/08 a 06/11 das 11:30 às 20:30.


Sobre o Playcenter

O Playcenter foi o primeiro grande parque de diversões brasileiro, localizado na cidade de São Paulo. Inaugurado em 27 de julho de 1973, foi concebido com base nos parques das grandes cidades dos Estados Unidos e da Europa. Localizava-se em uma área de 85 mil m2, o parque recebia em torno de 1,6 milhão de pessoas anualmente. Em 1988, foi realizada a primeira edição das Noites do Terror.

Sobre o Hopi Hari

Eleito o melhor parque do Brasil pela Datafolha, Hopi Hari está localizado no Km 72 da Rodovia dos Bandeirantes, a 15 minutos de Campinas e meia hora de São Paulo. O Parque conta com completa infraestrutura em uma área de 760 mil m2. O Hopi Hari é o maior licenciado Warner Brothers na América Latina, com as áreas temáticas Pernalonga e sua Turma, para família com crianças; e Liga da Justiça, para quem curte aventuras com Heróis e Vilões oferecendo grande variedade de alimentação, espaço exclusivo para mamãe e bebê, espaço para guardar mochilas e pertences, locação de carrinhos de bebê, serviço médico, sanitários, fraldários e bebedouros em todas as regiões. O Serviço de Atendimento ao Visitante é disponível durante o horário de funcionamento do parque. O Hopi Hari conta com diversas saídas de ônibus expressos localizadas em pontos estratégicos da região metropolitana de São Paulo. Para quem deseja ir de carro, o estacionamento possui vagas para 3.500 veículos.

Hopi Hari é o primeiro parque temático do país a possuir o certificado ISO:9001. Esta certificação é concedida pelo Grupo SGS, líder mundial em inspeção, verificação e certificação e creditada pelo UKAS, que é o Organismo Certificador Internacional para Parques Temáticos. O Hopi Hari tem todas suas atrações certificadas pela TUV-NORD, a tradicional certificadora alemã de equipamentos para parques temáticos.

O Parque Temático Hopi Hari possui Alvará de Licença da Prefeitura de Vinhedo n.o 8729, válido por prazo indeterminado e Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros n.o 174448, válido até 23/01/2017. As renovações e alterações podem ser consultadas no site www.hopihari.com.br/seguranca ou telefone 4007-1134 (custo de ligação local).

Confira algumas fotos do coquetel de divulgação: