Clube Brasileiro de Trens Fantasmas: Janeiro 2015

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Vilões do cinema invadem desenhos da Disney


O artista mexicano José Rodolfo Loaiza Ontiveros adora criar ilustrações de personagens da Disney em situações surreais.

Neste recente projeto, Ontiveros imagina como seria emocionante se as princesas tivessem um encontro nada agradável com populares vilões do mundo do cinema.

Por exemplo, Rapunzel foi vista com olhos temerosos quando ela ficou cara-a-cara com o Coringa. Já Freddy Krueger invadiu os sonhos da Bela Adormecida e Jason foi dar uma voltinha pelo bosque da Branca de Neve.

Confira:

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Lenda do Cabeça de Cuia ganha game de terror


Imagine uma lenda piauiense como pano de fundo para um bom cenário de game de terror? Bom, agora você poderá jogar este game. “The Last NightMary”, (Baixe o jogo) foi desenvolvido pelo estúdio de game piauiense Submersivo durante a Global Game Jam (GGJ) 2015 realizado no Instituto Federal do Piauí (IFPI). Com o prazo de 48 horas a equipe criou o game sob uma nova interpretação do famoso personagem da cultura piauiense, o Cabeça de Cuia.

Inspirados no tema proposto pela GGJ: “O que nós fazemos agora?”, Décio Oliveira - Arte finalista, Ruhan Bello e Danilo Carvalho - Programadores, Carlos Pazuzu - Designer de Som, Gillan King e Onofre Freitas - Arte Conceito retrataram a lenda característica do Piauí ambientando ao gênero de suspense, como explica o Arte finalista do game Décio Oliveira.

“Pensamos em um jogo de suspense onde o jogador começaria perdido em algum lugar. Associamos isso a um dos diversificadores do evento, o "Folk", que sugere a adição de lendas ou coisas da região de quem está produzindo. Bingo, o Cabeça de Cuia foi o que veio em nossa mente, e a partir dele trabalhamos em toda a mecânica do jogo.”



The Last NightMary e a lenda do Cabeça de Cuia

O game coloca o jogador na mata densa sem saber como foi parar ali, mas logo descobre que não pode esperar para ver o que acontece. O jogador está na pele de Maria, e é um alvo fácil para Crispim, o "Cabeça de Cuia", um ser que foi amaldiçoado, após ter assassinado sua própria mãe, a vagar pelos rios Poti e Parnaíba a procura de sete Marias virgens para enfim voltar a ser um humano normal. A narrativa então ganha um suspense com o diferencial no game, onde a personagem Maria descobre um novo ritual e precisa realizá-lo para salvar sua vida.

Desenvolvido para Windows e Mac, o jogo produzido para o gênero survival (sobrevivência) em primeira pessoa com gráficos escuros ambientando o clima de suspense com elementos de point-and-click e terror.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Edward Mordrake: O homem de duas faces

A única foto real de Edward Mordrake


Dizem as lendas obscuras que Edward Mordake, um nobre inglês que viveu no século 19, possuía duas faces. O segundo rosto estava localizado na parte de trás da cabeça, próximo da nuca.

Segundo as informações da época, esse segundo rosto não se alimentava, porém era capaz de rir e chorar. Relatos que nunca tiveram fontes comprovadas dizem que Mordake estava desesperado para remover o rosto de trás, já que ele sussurrava palavras ininteligíveis que ele achava que eram satânicas. Entretanto, nenhum médico jamais tentou realizar o procedimento de remoção do rosto e ele teve que conviver com isso até o final de sua vida.

Edward era herdeiro de um importante título de nobreza na Inglaterra ao qual nunca reclamou, tirando sua face na nuca podia ser considerado um homem belo e era um músico talentosíssimo e brilhante fidalgo, tinha tudo para ter uma vida feliz, mas em sua nuca carregava a tristeza de sua vida, sua outra face era temida por todos e diziam ser desfigurada e “do mal”. Era algo absurdamente anormal que não comia, mas podia grotescamente se expressar.

Estátua de cera retrata Edward Mordrake 


Alguns relatos afirmavam que olhar a face diretamente era extremamente desconfortável, as pessoas diziam que os olhos da face expressavam inteligência e raiva e seguiam as pessoas lentamente como se estivesse estudando aqueles que visualizavam. Outros relatos apontavam para uma espécie de sorriso sarcástico que lentamente se formava na desfigurada face como se quisesse demonstrar um ódio oculto. Era quase impossível observa-la por muito tempo.

Claro que Edward sofria muito com isso, em seu confinamento e solidão, afirmava ser impossível conviver com aquele “Demônio”, chegou a solicitar a todos os médicos que conseguiu a retirada da segunda face, mas seu pedido não poderia ser atendido, pois Edward morreria na cirurgia.

Alguns relatos sobre o demônio da nuca de Edward Mordrake são impressionantes. Ele afirmava que sua segunda face era o próprio Demônio, quando estava triste a face sorria e algumas vezes até gargalhava, à noite, rotineiramente, Edward era acordado na madrugada por sussurros da face deformada, eram palavrões e um choro enlouquecedor que tinham como objetivo afetar o pobre Edward.

O final da história foi trágico, Edward se matou aos 23 anos de idade, alguns afirmam que ele envenenou-se, já outros relatos afirmam que ele disparou um tiro bem entre os olhos da “Face demoníaca”.

Contudo em sua carta de despedida deixou bem claro:

“Peço que retirem esse demônio de meu corpo antes que me eternizem em terra, pois pretendo e solicito dormir a eternidade sem os lamentos do inferno”.

Seu pedido foi atendido pelos médicos Manvers e Treadwell que cuidavam do caso. Edward foi enterrado em uma cova de terra barata e sem qualquer tipo de lápide ou escultura também ao seu pedido.

Esse curioso relato do século 19 jamais pode ser totalmente comprovado graças à falta de evidências médicas. As datas de nascimento e da morte de Edward Mordake não foram registradas e não existem muitos detalhes de como esse suicídio ocorreu, o que contribuem para o fato de Mordake ser apenas uma lenda urbana, já que esse caso ficou popular com o boca-a-boca das pessoas.

Entretanto, o caso de Edward Mordake pode ser verdade apesar das poucas evidências. Mesmo que seja algo extremamente raro, dois outros exemplos semelhantes já foram registrados no mundo, Chang Tzu Ping e Pasqual Pinon, que também possuíam partes de um segundo rosto. Inclusive, no caso do chinês Chang Tzu Ping, o caso foi registrado quando ele passou pela cirurgia que removeu parte do segundo rosto, que consistia basicamente de uma boca e alguns dentes que se moviam quando ele falava.

Edward Mordrake já virou tema de ópera, a ópera“Mordrake, estreou em San Francisco em maio de 2008 e também já virou tema de música. Tom Waits escreveu uma canção sobre Edward Mordrake intitulada Poor Edward, confira:


Recentemente Edward Mordrake apareceu no episódio especial de Halloween da nova temporada do seriado "American Horror Story: Freak Show". 



Fontes: Megacurioso e Assombrado

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Próxima temporada de ‘American Horror Story’ se passará nos dias atuais


Durante a coletiva do FX na Associação dos Críticos de Televisão, o presidente do canal, John Landgraf, ofereceu detalhes sobre a próxima temporada de ‘American Horror Story’ (via TV Line).

A série de terror já é antológica, mas segundo o executivo, sofrerá mudanças radicais em seu quinto ano. Ou seja, um reboot criativo.

“Eu sei o que é, mas não posso dizer. Eu tenho que deixar essa parte para Ryan [Murphy, criador], mas a série ficará muito diferente. Uma das coisas que eu tanto amo nela é que pode ser totalmente reinventada em termos de tom, ambientação, período, personagens, elenco. E acho que terá uma grande renovação se comparada com as temporadas anteriores.”

Landgraf aproveitou para revelar que a temporada sucessora de ‘American Horror Story: Freak Show’(que se passa na década de 50) vai se passar nos dias atuais.

Em relação ao elenco e retorno de Jessica Lange – que já declarou antes não ter interesse de continuar na série após o quarto ano – o executivo diz não ter novidades.

“Ryan é muito, muito independente em relação ao que ele faz com o programa. Eu sei o ambiente, sei algo sobre os personagens, tom e o período de tempo, mas eu realmente não sei nada ainda sobre o elenco.”

‘Freak Show’, que começou a ser exibida semana passada no Brasil, foi encerrada nos EUA na última quarta-feira (21).

A quinta temporada estreia em outubro na TV americana. Qual será o tema? Façam sua apostas..


Fonte: Cinepop

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Pegadinha do apocalipse zumbi


O canal italiano DmPranks criou outra pegadinha sensacional, dessa vez eles tentam convencer os moradores de Magione, Itália, de que o apocalipse zumbi chegou.

Vestidos com roupas rasgadas e cobertos com sangue falso, os atores perseguem pessoas com armas e tochas, saltam sobre seus carros e fazem de tudo para assustar todos que encontram pelo caminho.

Os brincalhões criaram também efeitos especiais incríveis, como a explosão de uma bomba nuclear, acidentes de carros e reproduziram as sirenes de um ataque aéreo, tudo para soar o mais convincente possível e fazer as pessoas morrerem de medo, confira:

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Top 10- Disney macabra



Quase todo mundo que vai até os parques do Disney World volta cheio de histórias sobre como o local tem um aura mágica, cheia da nostalgia das nossas infâncias e de uma alegria que não pode ser muito bem explicada em palavras. No entanto, poderes mágicos muitas vezes são sinônimos de coisas bem mais tenebrosas do que brinquedos e diversão, e os parques do criador de Mickey Mouse não poderiam ser uma exceção.

Confira a seguir algumas das lendas urbanas, assombrações e relatos macabros feitos por funcionários que trabalham no Mundo Mágico durante muitos anos. Você descobrirá que existem por lá muitas coisas mais aterrorizantes do que o brinquedo da casa assombrada ou a torre do terror.

Confira abaixo 10 lendas que envolvem os parques da Disney:


1- Vamos Brincar?


Uma das lendas mais populares entre os funcionários da Disney é a de que os bonecos da atração “It’s a Small World” ganham vida após o anoitecer. Segundo eles, é comum que alguns troquem de lugar sem explicação entre um dia e outro ou então que desapareçam completamente – onde eles foram parar, ninguém sabe... Ou será que sabem?


2- Um Mundo Mortal



Em meados de 1999, os visitantes do brinquedo “It’s a Small World” subitamente foram evacuados pelos funcionários sem qualquer explicação. Logo antes de sair de lá, uma mãe tirou mais algumas fotos para terminar o filme de sua máquina e, ao revelá-las, deparou-se com a imagem borrada de uma criança enforcada, pendurada no teto do brinquedo.


3- Assento Reservado


Por conta de um acidente, um homem que visitava o parque durante a década de 1970 morreu enquanto dava uma volta no brinquedo “Space Mountain” do Disney World. Desde então, membros da equipe da atração insistem que seu fantasma gosta de pegar uma carona em quaisquer assentos que fiquem vazios.


4- Descanse em paz...Não, espera!



Aparentemente, não é nada incomum que visitantes levem as cinzas de parentes falecidos e as espalhem em uma de suas atrações favoritas. Alguns dos brinquedos mais “badalados” para esse tipo de prática são o “Pirates of The Caribbean” e, é claro, a “Haunted Mansion” – que até passou a vender urnas funerárias para desestimular o hábito.


5- Missão Assombrada


Há quase 10 anos, em 2005, um garotinho de quatro anos de idade faleceu na então recém-inaugurada atração “Mission Space”, no Epcot. Desde então, funcionários do brinquedo afirmam sentir pontos frios no terminal em que ele morreu e dizem que as portas do transporte ocasionalmente se fecham mesmo quando deveriam permanecer abertas.


6- Vigília de Walt Disney 


Durante um período de sua vida, Walt Disney possuiu um apartamento privativo localizado acima do Departamento de Bombeiros da Disneylândia. Certo dia, após sua morte, um funcionário subiu ao cômodo e descobriu uma lâmpada acesa, que se religou imediatamente após ser apagada por ele. Seja isso ação de um fantasma ou não, os dirigentes do parque resolveram deixar a luz ligada por lá durante as noites.


7- Mansão assombrada... Mesmo


É bem comum que os visitantes mais maduros do parque definam a “Haunted Mansion” como uma atração mais boba do que assustadora. No entanto, reza a lenda de que não são só os cerca de 999 fantasmas divertidos que assombram os corredores e aposentos do local, mas que andam por lá dois fantasmas de garotinhos, um que vive chorando e outros que riem sem parar. Há quem ache que a foto acima, tirada por um visitante, seria de um deles.


8- A Vingança do Carregador


Outro mito contado pelos funcionários fala de um carregador que sofreu um ataque cardíaco enquanto levava visitantes a uma das plataformas da “Tower of Terror” no Hollywood Studios. Segundo eles, a assombração se ressentiu tanto do ocorrido que continua por lá, afetando os artefatos do antigo hotel.


9- Gritos do Além



Antigamente, havia em Tomorrowland uma atração chamada “America Sings”, que contava com vários animais amigáveis que cantavam músicas folclóricas e hinos estadunidenses. No ano de 1974, a funcionária Deborah Stone acabou presa entre paredes rotatórias e sofreu uma morte dolorosa. Reza a lenda que os visitantes acharam que seus gritos desesperados faziam parte da brincadeira e, embora o brinquedo tenha fechado, dizem que o fantasma dela continua por lá.


10- Visita Fantasmagórica do Walt Disney


Parece que o espirito do velho Walt Disney não desapegou de suas conquistas materiais e em vez de seguir para a luz tem perambulado nas imediações dos seus aclamados parques. O fenômeno foi notado por um dos seguranças que viu o que parecia ser o grande Walt Disney “vagando” pelas ruas de um de seus parques. Confira:




Fontes: Megacurioso e Dailymotion

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Livro resgata histórias de locais assombrados dos EUA


O fotógrafo Seph Lawless é um mestre do abandono. Seus trabalhos são retratos misteriosos de shoppings, fábricas e casas abandonadas. Construções dilapidadas, vazias, quase esquecidas. Normalmente, o fotógrafo viaja pelos Estados Unidos em um veículo híbrido, portando apenas uma câmera e a habilidade especial de coletar histórias sombrias em suas aventuras ao longo do caminho.

Com base nesse trabalho, não seria uma surpresa que os registos de Lawless fossem carregados de contos fantasmagóricos. Explorador de ruínas urbanas, o fotógrafo foi obrigado a visitar propriedades aterrorizantes, mergulhando em experiências que muitos seriam incapazes de suportar. Com a chegada do Halloween do ano passado, Lawless apresentou ao público seu novo livro, um compilado de imagens assustadoras intitulado 13: An American Horror Story - em português, Uma História de Horror Americana.

Essencialmente sombrio, o livro resgata histórias macabras de Ohio, Texas, Nova York, Pensilvânia, Michigan, Kentucky, Wisconsin e Connecticut. Retratos e histórias de casas assombradas reais que Lawless visitou ao longo dos anos, detalhando acontecimentos obscuros e únicos. Veja um resumo da publicação, disponível para compra no site do fotógrafo.


Confira 13 misteriosas casas assombradas dos EUA que aparecem no livro:


Michigan


Em 1941, a Mansão Haught em Brush Park, Michigan, foi usada como bordel de luxo para cavalheiros. Anos mais tarde, vários corpos foram encontrados no porão da casa. Cada corpo foi marcado com um círculo perfeito sobre as áreas do tronco e peito.


Kentucky


A história da família Sayer é digna de filme. Mesmo depois do suicídio em conjunto dos pais, os quatro filhos do pequenos não abandonaram a propriedade, crescendo e sobrevivendo de forma independente por mais de uma década.


Ohio

Em 1958, Benjamin Albright atirou e matou o próprio filho por acidente. Consumido pela culpa, posteriormente o homem assassinou a esposa e cometeu suicídio, deixando a Casa Nova vaga desde então.


Michigan

Localizada em Detroit, Michigan, a propriedade da foto foi o palco de um triplo assassinato em agosto de 1942.


Texas

Quando transformada em hospedaria na década de 1970, a mansão assombrada Hooley serviu de lar para uma série de assassinatos estranhos.

Ohio


Durante muitos anos, a Mansão Milan, em Ohio, foi encarada pelos habitantes da cidade como uma casa de bruxaria. Segundo os próprios moradores, a proprietária era uma bruxa praticante. Segundo a lenda, a Bruxa de Milan foi enterrada embaixo da casa.


Pensilvânia


Uma mansão cheia de bonecas, serras de metal e ferramentas organizadas em todos os cômodos da propriedade. Este é o cenário da assustadora Casa das Bonecas, em Filadélfia, Pensilvânia.


Connecticut


A Mansão Bailey, em Hartford, Connecticut, é a casa assombrada que inspirou a série de televisão American Horror Story em sua primeira temporada.


Ohio

Esta casa em Cleveland, Ohio, foi onde serial killer Michael Madison torturou e matou suas vítimas.


Pensilvânia



Esta é a Mansão da família Oliver em Chester, Pensilvânia. Em 1898, a família desapareceu. O mistério nunca foi solucionado pelos investigadores e corpos nunca foram encontrados, todavia, os moradores da cidade afirmam que membros da família aparecem nas janelas da construção.


Ohio


Esta casa em Akron, Ohio, foi onde cresceu um dos assassinos em série mais notórios da história americana, Robert Berdella (também conhecido como o Açougueiro de Kansas City). Em seu perfil psiquiátrico na prisão, Berdella falou da infância difícil. Especificamente, ele mencionou o estupro que sofreu aos 16 anos, um ato que estimulou seu desejo de matar.


Nova York



Foi na casa Estates em Buffalo, Nova York onde o xerife local Donald Atend cometeu suicídio. Em 1968 a propriedade foi posta à venda, permanecendo vaga desde então. Segundo os moradores da cidade, é possível ouvir vozes de dentro da casa regularmente.


Ohio

Esta casa abandonada ao leste de Cleveland, Ohio, serviu de abrigo para os corpos das vítimas assassinadas pelo serial killer Anthony Sowell. Agora demolida, a propriedade assustou durante anos os moradores da cidade, incomodados com os gritos e ruídos misteriosos que vinham da casa.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

A vingança chega online, filme de terror reflete sobre as tecnologias atuais


O primeiro semestre de 2015 promete apresentar um filme de terror diferente de tudo que já foi feito antes, com estreia marcada para 21/05/2015 no Brasil, Unfriended (o ato de desfazer uma amizade online) promete levar o telespectador para refletir sobre o uso que é feito das tecnologias atuais ao mesmo tempo em que promete apresentar um novo estilo para os filmes de terror.

Com a temática envolvendo o cyberbullying, a trama usará essa prática que se tornou comum para fazer terror e promete levar a reflexão sobre esse comportamento que já afeta a vida de mais de 50% dos jovens de acordo com pesquisas recentes.



Sinopse

Quando um vídeo constrangedor de Laura Barns (HeatherSossaman) cai na internet, a menina tira a própria vida no pátio da escola. Um ano depois, um grupo de seis amigos (Courtney Halverson, Shelley Hennig, Renee Olstead, William Peltz,Moses Jacob Storm e Jacob Wysocki) conversam via Skype e percebem que há uma sétima pessoa desconhecida na videoconferência, que revela ser sua ex-colega de classe, Laura, exigindo saber quem postou o vídeo que a levou à morte. Eles pensam que é uma brincadeira mas logo descobrem que há algo estranho, já que a menina começa a revelar segredos dos amigos e os ameaça de morte.


Trailer

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

"American Horror Story: Freak Show" estreia hoje



Finalmente, o circo macabro liderado por Jessica Lange levantou acampamento e decidiu armar a tenda aqui no Brasil. O terreno escolhido para erguer os mastros foi o FX, e já é possível garantir ingresso para o show de estreia, marcado para terça-feira, às 22h30. O primeiro espetáculo terá, claro, a apresentação de sua estrela máxima Elsa Mars (Lange), que fará um número icônico: vestida com um terninho azul-claro bem familiar, além de uma sombra nos olhos da mesma cor, a dona do circo de horrores brilhará ao fazer o cover de 'Life on Mars', com uma paixão digna de David Bowie. Tanto que, ao final, ao olhar para a plateia, ela verá que todos os dois convidados que acompanham o 'Freak Show' adoraram o número.

Depois de trabalhar com espíritos malignos, loucos e bruxas, 'American Horror Story' precisava mergulhar em ambientes ainda mais assustadores na quarta temporada para tentar manter aquele elemento surpresa tão importante para uma produção de terror — principalmente depois que 'Coven' (a 3ª temporada) arrebatou os melhores índices de audiência da série e o maior número de prêmios.

O circo, por si só, já daria um ótimo cenário para histórias inusitadas, mas retornar a uma época em que o principal estilo eram os “circos dos horrores” ou “circos de aberrações”, é uma sacada e tanto. Ainda mais quando se trata do da década de 50, momento em que os tais circos entraram em decadência — com uma reprodução fantástica do período.

Jessica Lange como Elsa Mars, que lidera a trupe bizarra da nova temporada de 'American Horror Story'


Exatamente por isso, Elsa tem um duro trabalho pela frente no novo ano de AHS. Ninguém mais se interessa pelas atrações do 'Freak Show' — ou aberrações, como os moradores da cidade de Júpiter, Flórida, chamam o pessoal do circo. A mulher barbada Ethel (a ótima Kathy Bates) já não tem mais tanta graça assim para a população. Assim como a mulher anã Ma Petite (vivida por Jyoti Amge, a menor mulher viva do mundo). O homem-lagosta Jimmy Darling (Evan Peters), na falta de público, acha outras formas de ganhar dinheiro com suas enormes e diferentes mãos (quatro dedos, em pares, são grudados), levando as mulheres do pequeno município que estão infelizes com seus casamentos ao delírio.

Mas, se não há mais pessoas que compram ingressos para ver as atuais criaturas do circo, a não ser o psicopata Dandy Mott (Finn Wittrock), a única solução encontrada por Elsa é achar uma nova atração. Novidade, acredita, é a alma do negócio e a única forma de tirar todos do sufoco. Para a sorte dela, há uma (!) disponível ali mesmo em Júpiter, ela(s) só precisa ser convencida de que o circo é a sua melhor alternativa. Trata-se de Bette e Dot Tattler (Sarah Paulson), duas cabeças — com personalidades muito diferentes — que dividem o mesmo corpo. Elas viveram por muitos anos escondidas e agora são acusadas de assassinato, deixando o vilarejo em choque. Com medo do que pode acontecer, elas decidem ir ao circo e se tornam, sim, o novo grande número do 'Freak Show'.

Tudo correria bem se não fosse uma onda de mortes extremamente brutais assolar Júpiter. O responsável é um palhaço (claro) que não faz parte do circo e ninguém sabe da sua existência, o que faz com que a culpa pelos esquartejamentos caia sobre o freaks. Ou seja, uma guerra está por vir.

Assim como Kathy Bates fez em 'Coven', na pele da racista e torturadora Delphine LaLaurie, o palhaço homicida Twisty (John Carroll Lynch) é o responsável por todo o terror de 'AHS Freak Show', com cenas pesadas e tensas — sem contar aquela máscara com um sorriso horroroso que, por si só, já o transforma em algo assustador.

AHS adora correr riscos, tanto com enredos inusitados quanto em produção, sem esquecer daqueles planos incríveis e únicos, e 'Freak Show' não é diferente das demais temporadas. Mas há tanto talento concentrado em AHS, tanta ousadia, que é difícil não se colocar diante da TV para saber o que está por vir. Elsa é mais uma personagem feita sob medida para Lange, em atuação ímpar. A princípio, ela vai parecer quase um cartoon, bem menos complexa do que a atriz está acostumada. Isso, porém, até Elsa revelar a sua vulnerabilidade, escondida debaixo de muito cetim e meias ousadas.

Sarah Paulson, por outro lado, está impecável desde o início com suas duas cabeças e o difícil desafio de convencer como Bette e Dot. Portanto, apesar de 'Freak Show' ser mais arrastada que as outras temporadas, ainda é um presente para os fãs do gênero.

Confira o Trailer:



Fonte: Correio Popular

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Frankenstein Pub (Escócia)


Edimburgo, a capital da Escócia, é uma cidade muito antiga e que esconde em suas ruínas diversos mistérios, em suas ruas escuras o passado e o presente caminham de mãos dadas, o contraste da modernidade com as construções históricas é impressionante. 

Andando por suas ruas medievais uma antiga igreja luterana de 1818 chama atenção, ela foi transformada em um pub temático 100% dedicado ao monstro Frankenstein. Todas os dias de funcionamento quando o relógio marca meia-noite, todas as luzes se apagam e um boneco do personagem desce do teto em grande estilo para assombrar os clientes do pub.

Confira algumas fotos:



Confira um vídeo do interior do Pub: