Clube Brasileiro de Trens Fantasmas: Junho 2014

segunda-feira, 30 de junho de 2014

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Caleuche, o navio fantasma que vaga pelo mar do Chile


Poucos brasileiros já ouviram falar nessa história, que faz parte do folclore chileno, da tribo indígena chilota, o Caleuche, também conhecido por “Navio fantasmagórico”, “Coisa do mar” e “Navio dos bruxos”. O nome do lendário galeão fantasma vem do idioma mapudungun “kalewtun”, “transformar” e “chey”, “gente”; ou seja, “gente transformada”. Essa nau é descrita como um barco fantasma de cor totalmente branca, sempre refletindo uma luz tênue em uma neblina, de onde se pode ouvir música, festa e gargalhadas.

De acordo com os indígenas que passaram à frente a história do galeão fantasma, ele se oculta por baixo da água ou por trás da neblina. Quando se sente ameaçado, também pode transformar-se em outros objetos e seres: baleias, morsas, rochedos etc.

Segundo as diferentes versões do mito indígena, sua tripulação é formada por feiticeiros da vila de Chiloé e seus comparsas em maldades, também por aqueles que morreram no mar em outros naufrágios e suas almas salvas por esses bruxos, e pela tripulação escravizada pelos demônios do Caleuche. A nau também seria um cemitério ambulante para os piratas que assaltaram vilas em busca de riquezas e acabaram violentando mulheres, crianças e idosos. Ou seja, um verdadeiro inferno fantasmagórico.




As origens mitológicas do Caleuche...


A lenda do galeão fantasma chileno se relaciona de diferentes maneiras, e em muitos aspectos, com a história das crendices populares da região de Chiloé. Não há um consenso com a origem do mito, mas entre as várias hipóteses há aquela que sugira a adaptação local do Holandês Voador. Por volta de 1600, chegaram à região os primeiros navios holandeses, o que pode ter levado até lá tais histórias de naufrágios piratas e misteriosos avistamentos no Caribe.

Há, entretanto, ufólogos que estudam a possibilidade de o Caleuche não ser um navio fantasma e apenas produto da imaginação folclórica, mas sim uma série de Osni’s – Objetos submergíveis não-identificados, que não versões aquáticas dos Osni’s, já conhecidos.



Por ser um folclore regional, existem várias versões para o aparecimento do navio fantasma chileno. Às vezes, há riqueza de detalhes, e por outras o relato é totalmente diferente do que as pessoas costumam contar. O certo é que encontrar o Caleuche não é bom sinal.

1) Barco dos mortos do mar!
Uma versão popular afirma que esse barco salva a alma das pessoas mortas no mar e lhes dá nova vida à bordo, e as pessoas passam a eternidade em festas e celebrações. Por isso os avistamentos envolvendo gargalhadas e música.


2) Barco maldito de pescadores escravizados!
Outra versão conta que o mítico barco aparece para encantar os pescadores com uma música maravilhosa, atraindo e transformando em fantasmas escravizados pela eternidade. Essa versão se parece com o mito grego das sereias cantoras que atraíam os barcos para as pedras.


3) Barco mágico de transporte de feiticeiros!
Há também a versão de que o Caleuche seja um navio para transportar a alma dos feiticeiros das tribos indígenas da região de Chiloé. Assim, os bruxos passariam a eternidade em festas grandiosas e, claro, pregando peças assustadoras na população local.


4) Barco mágico de contrabando
É uma das versões mais antigas do mito. Nela, o Caleuche seria um navio pirata do Diabo que faria contrabando com comerciantes que fizessem pacto com as forças obscuras. Assim, o galeão navegaria de vila em vila assustando tripulações inteiras, recolhendo o que era deixado para trás e entregando aos tais comerciantes nebulosos. Essa narrativa fez surgir a desconfiança de quem fizesse fortuna rapidamente: desconfiavam de pacto sinistro com o Caleuche; assim, hoje em dia, no Chile, há a expressão “fazer fé no navio”, “ter pacto com o Caleuche”, quando alguém enriquece com rapidez.



O mito da nau fantasma tem tanta força na região de Chiloé que durante os anos 60, após um terremoto violentíssimo, algumas residências de comerciantes não sofreram danos. Com isso, eles foram acusados de terem pacto com os feiticeiros do Caleuche, que os teriam protegido.


quinta-feira, 26 de junho de 2014

Cosplay infantil relembra seus maiores pesadelos dos filmes de terror


Divertidas, assustadoras e acima de tudo criativas. A fotógrafa inglesa conhecida como Harpyimages, transformou a sua pequena filha Mercy em diversos personagens conhecidos de filmes, com um destaque maior para o terror. Freddy Krueger, Chucky, a planta de Pequena Loja dos Horrores, Samara Morgan, entre outros. 


Conheça mais do trabalho dela em Harpyimages
Via: Marte é Para os Fracos

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Call of Duty Ghosts: DLC Invasion inova com mapas sinistros


Call of Duty: Ghosts teve o conteúdo de seu terceiro DLC, chamado Invasion, divulgado no final do mês passado. Entre os mapas estão Departed, Pharaoh, Mutiny, Invasion e um remake do mapa Favela que se passa no Brasil, originalmente de Call of Duty: Modern Warfare 2. O DLC Invasion chegou dia 3 de junho para o Xbox One e Xbox 360,e chegará no dia 3 de julho para PlayStation 4, Playstation 3 e PC.

O mapa Favela se passa no Brasil e é reconhecido como um paraíso para atiradores snipers. Pharaoh se passa em um sítio arqueológico abandonado, no meio de um antigo palácio egípcio. Jogadores terão que tomar cuidado com armadilhas como pilares que desmoronam e até com escaravelhos comedores de carne humana. Já Mutiny se passa em uma ilha do caribe, em um esconderijo pirata, com celas para prisioneiros e até mesmo fantasmas de piratas assombrando o local.

Por sua vez, Departed traz uma pequena cidade mexicana comemorando o Dia de los Muertos, com direito a atiradores devidamente fantasiados de esqueletos. Fazendo justiça ao título Invasion também tem o terceiro episódio da saga alienígena Extinction, chamado Awakening, em um cenário de outro mundo repleto de criaturas alienígenas.


Confira:

terça-feira, 24 de junho de 2014

Fuja do hotel abandonado


Em Dark Deception você é um policial que foi chamado para atender uma ocorrência em um misterioso hotel, chegando lá você descobre que o hotel está abandonado há muito tempo e deve explorar o local coletando todas as pedras preciosas pelo caminho até encontrar a saída, só que a missão não será fácil, parece que o passado está mais vivo do que nunca e os assassinos do passado do hotel ainda estão lá. O jogo é visivelmente inspirado em Pac Man.

Comandos:
Mouse - Controla o cenário.
WASD - Mover o personagem.
E - Interagir.
Shift - Correr.
Barra de Espaço - Pular.

Para jogar Clique Aqui

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Pegadinha do palhaço assassino está de volta


A pegadinha italiana do palhaço assassino que bombou no Youtube está de volta (se ainda não viu a primeira pegadinha clique aqui).

DM Pranks caprichou ainda mais e incluiu novos elementos de terror e o resultado foi uma pegadinha ainda mais assustadora, cuidado por onde anda, quando escurecer o palhaço assassino virá atrás de você!

E não se esqueça, depois de assistir o vídeo mande para o Sílvio Santos, hahahahaha


sexta-feira, 20 de junho de 2014

Aos 60 anos, 'Godzilla' atrai nova geração de fãs

Estátua de Godzilla que está em exposição em Tóquio para celebrar os 60 anos do monstro


Enquanto um monstro digitalizado com tempero hollywoodiano invade as telas de todo o mundo, os japoneses redescobrem com felicidade e nostalgia seu bom e velho Godzilla do passado, quando um ator pingava de suor metido dentro de uma fantasia de látex.

Para assoprar as 60 velas do "Rei dos monstros", o filme clássico do horror pós-nuclear de 1954 foi restaurado e limpo, e os japoneses puderam novamente se emocionar - ainda que em preto e branco - por quinze dias de projeção em Tóquio, berço das primeiras aventuras e destruição da criatura das águas.

Poderíamos pensar que, depois dos dinossauros tão realistas de Jurassic Park, e dos efeitos especiais deslumbrantes do último Godzilla "made in USA", os movimentos bruscos, fantasias óbvias para esquecer o homem, truques visíveis em maquetes, a magia não iria funcionar. Bem, este não foi o caso. Uma nova geração de "Godzifans" nasce no Japão.

Kenichi Takagi, de 44 anos, é um deles. Levou seu filho de 10 anos para assistir pela primeira vez este clássico, dirigido por Ishiro Honda nos famosos estúdios Toho, apenas nove anos depois da guerra, a derrota... e a bomba nuclear.



Gojira, e não Godzilla

Porque, mesmo com traje de borracha artificial, o Godzilla sempre fala ao subconsciente dos japoneses que hoje, assim como há 60 anos, são movidos pelos mesmos medos e são igualmente impotentes ante os desastres naturais ou humanos.

Para registro, a criatura agora mundialmente conhecido como Godzilla, se chamava originalmente "Gojira", um cruzamento entre "gorila" e "kujira", a palavra japonesa para baleia.

E é sempre com este nome que as pessoas o conhecem no Japão. Mas quem o renomeou, com God em seu novo nome? Mistério.

Neste Japão, que se recuperava dolorosamente do desastre da guerra, e onde a televisão ainda não havia invadido as casas, o filme foi um enorme sucesso e atraiu cerca de 10 milhões de pessoas aos cinemas.

No roteiro original, a criatura é despertada por testes nucleares, emerge de um mar furioso e começa a nadar em direção ao litoral do Japão para semear o terror, uma alegoria de uma catástrofe nuclear.

No imaginário de muitos japoneses, Godzilla foi rapidamente assimilado ao produto monstruoso dos testes nucleares atmosféricos americanos sobre Atol de Bikini no anos 1950. Vinte e três marinheiros de um barco de pesca japonês sofreram com a radiação nuclear, seu capitão morreu.

De repente, a criatura se tornou um símbolo do Japão pacifista: saindo da água, a "besta" também tirou das profundezas as memórias trágicas do Apocalipse nuclear que vitrificou Hiroshima e Nagasaki nove anos antes.

A este terror atômico, somou-se ainda todos os tipos de desastres que atingem regularmente o arquipélago japonês.



Alegoria do martírio

"Desde crianças, nós crescemos pensando constantemente nos tufões, terremotos, tsunamis, em todo o tipo de coisas que os seres humanos são incapazes de controlar", diz Yuji Kaida, um pintor que acaba de dedicar uma exposição ao seus "retratos" de Godzilla.

Para Sadamitsu Noji, um fã de 34 anos, Godzilla é como uma página em branco em que cada espectador pode projetar suas próprias ansiedades e medos antes de dormir.

"Sob a sua raiva e fúria, Godzilla expressa inúmeros sentimentos contraditórios e todos podem encontrar o seu próprio", disse à AFP.

Portanto, como com King Kong no topo do edifício Empire State, nasceu uma forma de empatia com Godzilla.

Estrela do filme de 1954, Akira Takarada, hoje com 80 anos, viu a última produção de Hollywood, e não mudou sua opinião sobre o seu monstro favorito: "Eu mais uma vez percebi que o Gojira não é apenas um destruidor, mas também uma vítima nuclear. Eu não posso deixar de sentir simpatia por ele".

A alegoria do martírio nuclear ganhou ainda mais força com o desastre de Fukushima em março de 2011, provocado por um tsunami traumático e monstruoso.

"Nós não queríamos fazer um filme" sobre isso, "mas era quase impossível filmar um Godzilla sem pensar, sem levantar a questão", explicou recentemente Gareth Edwards, o diretor britânico do último Godzilla.

"Abrimos a caixa de Pandora da energia nuclear e não podemos fechá-la. Quando algo dá errado, as consequências são extremamente graves. De alguma forma, o monstro do nosso filme reflete essa ideia", disse.


Fonte: France Press

quarta-feira, 18 de junho de 2014

The Walking Dead retorna para o Halloween Horror Nights 2014


Após as críticas entusiásticas dos fãs, os parques Universal Orlando Resort e Universal Studios Hollywood trarão a série The Walking Dead, da AMC, para o evento Halloween Horror Nights, pelo seu terceiro ano consecutivo. Os fãs alucinados pelo terror irão vivenciar labirintos totalmente inéditos inspirados na quarta temporada da série televisiva, que é aclamada pela crítica e já recebeu um Emmy.

Os labirintos arrepiantes desse ano se localizarão no coração da angustiante jornada em busca do santuário no Terminal, um destino elusivo que promete comunidade para todos. Espelhando o terror que recaiu sobre os residentes da West Georgia Correctional Facility (Prisão), agora dominada por ferozes walkers, a experiência mandará os convidados escaparem da prisão decaída para um território desconhecido enquanto eles, novamente, encenam uma batalha desesperada pela sobrevivência contra walkers que devoram carne e contra seres humanos implacáveis.

The Walking Dead é baseada na série de quadrinhos escrita por Robert Kirkman e publicada pela Image Comics. A série conta a história de meses e anos após um apocalipse zumbi, seguindo um grupo de sobreviventes, liderado pelo xerife Rick Grimes, que viaja em busca de um lar seguro. The Walking Dead é a série mais assistidas pelos adultos na faixa dos 18 aos 49 anos. A série da AMC retorna para sua quinta temporada em outubro desse ano.

“Essa foi uma colaboração incrível e eu me sinto entusiasmado em trabalhar novamente com as equipes criativas na Universal Studios Orlando e na Universal Hollywood para trazer o mundo de The Walking Dead para os nossos dedicados fãs.”, disse Greg Nicotero, produtor executivo e supervisor de maquiagem e de efeitos especiais da série.“Eu mal posso esperar para ver os visitantes vivenciarem em primeira mão alguns dos momentos icônicos da quarta temporada naquilo que será o maior, mais excitante e mais assustador labirinto feito até agora.”

Confira o anúncio:

terça-feira, 17 de junho de 2014

Segunda temporada de Hemlock Grove ganha ótimo trailer



O que está escondido dentro dos limites da cidade de Hemlock Grove na segunda temporada? Segundo o trailer divulgado pela Netflix: assassinato, suspense, emoções amplificadas, novos mistérios, forças do mal, sangue, terror e efeitos especiais em dobro!

A segunda temporada de Hemlock Grove estreia seus 10 episódios na Netflix na sexta 11 de julho. O novo produtor executivo Charles “Chic” Eglee (The Walking Dead, Dexter) se junta a segunda temporada dessa série sobrenatural e fascinante, estrelada por Famke Janssen (X-Men), Bill Skarsgård (Simon & The Oaks), Landon Liboiron (Terra Nova) e Dougray Scott (Mission: Impossible II). A série também tem em seu elenco Madeline Brewer (Orange is the New Black), Madeleine Martin (Californication), Joel de la Fuente (Law & Order: SVU) e Tiio Horn (18 to Life).

Confira o trailer:

segunda-feira, 16 de junho de 2014

"Festa no Céu", animação sobre o Dia dos Mortos ganha trailer


E foi divulgado pela Fox Film Brasil, o trailer legendado de Festa no Céu (The Book of Life), animação produzida por Guilhermo del Toro e com direção do iniciante Jorge R. Gutierrez. O longa conta com as vozes originais no elenco de Channing Tatum (Anjos da Lei), Zoe Saldana (Além da Escuridão – Star Trek), Ice Cube (Noite de Ano Novo) e Diego Luna (Elysium).

Festa no Céu chega aos cinemas brasileiros no dia 16 de outubro.


Sinopse

A trama é uma releitura de Romeu de Julieta nos dias dos mortos, celebração mexicana de origem indígena. Festa no Céu mostra a jornada de Manolo que não consegue se decidir entre cumprir as expectativas de sua família ou seguir seu coração. Para decidir o seu futuro, o jovem embarca em um incrível aventura passando por três mundos onde ele terá que enfrentar os seus maiores medos.


Trailer

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Aventuras assombradas para curtir sua Sexta-Feira 13 em SP


Misteriosas histórias rondam atrações da cidade. Você pode acreditar ou não – mas pode sempre
se divertir

É noite de lua cheia. Em ambientes vazios, ouvem-se barulhos de passos, vozes misteriosas. A imagem de uma loira assombra quem pernoita por ali. Parece filme de terror, mas são histórias intrigantes que circulam aqui pela cidade. A seguir, você conhece seis dessas lendas – e ainda vê atrações para esta ‘Sexta-feira 13’. Pode aproveitar sem medo.


Teatro Municipal


O palco grandioso e os corredores imponentes criam ótima acústica… para sons estranhos. Antigos funcionários afirmam já terem ouvido passos, músicas e até trechos de espetáculos sendo ensaiados de madrugada. Além do palco, outro local tido como um dos ‘preferidos’ dos fantasmas é a cúpula do local. Pça. Ramos de Azevedo, s/nº, República, 3053-2093. Visitas guiadas: 3ª a 6ª, 11h e 17h; sáb., 11h, 12h, 14h e 15h. A visita dá acesso ao saguão, ao Salão Nobre e à Sala de Espetáculos (quando não ocupada por ensaios). Grátis (inscrições a partir das 10h).

Beco dos Aflitos


Hoje em dia, ele é apenas um pacato beco, que fica numa travessa da Rua dos Estudantes e que leva à Capela Nossa Senhora dos Aflitos. Mas, antigamente, era ali que muitos presos passavam seus últimos momentos de vida, antes de serem enforcados no Largo da Forca (atual Praça da Liberdade). Isso foi na época do Império, mas – para quem acredita – quanta energia negativa, não?Capela Nossa Senhora dos Aflitos. R. dos Aflitos, metrô Liberdade, 3275-2028. 9h/17h (2ª, 8h/18h; sáb. e dom., 10h/16h). Missas: 2ª, 15h.

Edifício Martinelli


O imponente prédio, construído na década de 20, há tempos perdeu o título de ‘o mais alto arranha-céu da América do Sul’. Mas, até hoje, é considerado um símbolo da cidade. O que nem todo mundo sabe é que ele também é cenário de algumas ‘lendas urbanas’ – como a da ‘Loira do Martinelli’, que amedronta diversas gerações de vigilantes noturnos do edifício. R. São Bento, 405, metrô São Bento, 3104-2477. Visitas: 9h30/11h30 e 14h/16h (sáb., 9h/15h, e dom., 9h/13h). A visita inclui o terraço do edifício, com 1.200 m2, e vista panorâmica da cidade. Grátis.

Palácio das Indústrias


A construção, que lembra um castelo medieval, já teve diferentes usos ao longo das décadas: delegacia e prisão; Assembleia Legislativa; Prefeitura; e até Instituto Médico Legal. Na sala que era destinada a guardar os corpos, na época do IML, há quem diga ter ouvido vozes de madrugada. Hoje, o local tem ‘vibrações’ bem melhores – abriga o espaço Catavento, com ótimas exposições educativas. Catavento. Pça. Cívica Ulisses Guimarães, s/nº, Pq. Dom Pedro, 3315- 0051. 9h/17h (fecha 2ª). R$ 6.

Vale do Anhangabaú


Nos grandes eventos culturais da cidade, ele sempre é citado (e ocupado). Mas o significado de seu nome não é tão leve e divertido assim. Uma das traduções mais usadas para Anhangabaú – termo de origem indígena que batiza o rio, hoje canalizado, que fluía livremente pelo Vale – é “água do mau espírito”. Dizem que essa ‘fama’ pode ter vindo de alguma maldade feita pelos bandeirantes para amedrontar os indígenas. Será? Vale do Anhangabaú, s/nº, Centro, metrôs São Bento e Anhangabaú.

Câmara Municipal


À noite, nos corredores de luzes frias e gabinetes vazios dos vereadores, já se ouviram sons de passos. Um ascensorista que trabalhou mais de 30 anos ali jura ter presenciado fatos estranhos no elevador. O local fica perto do antigo Edifício Joelma, onde um trágico incêndio matou mais de 180 pessoas na década de 70. Coincidência? Viaduto Jacareí, 100, metrô Sé. Palestra educativa seguida de visita ao plenário da Câmara: 2ª a 6ª, 14h. Grátis (necessário agendamento pelo telefone 3396- 4696).

Botando o Terror

A Dama de Negro é opção de espetáculo de terror em SP


+ Hoje (13), a Biblioteca Viriato Corrêa exibe Poltergeist, de Tobe Hopper, às 15h; e O Bebê de Rosemary, de Polanski, às 17h. R. Sena Madureira, 298, V. Mariana, 5573-4017. Grátis.

+ Na Biblioteca Adelpha Figueiredo, o filme exibido é O Iluminado, de Stanley Kubrick, com a interpretação maníaca de Jack Nicholson. É hoje (13), às 16h. Pça. Ilo Ottani, 146, Pari, 2292-3439. Grátis.

+ Um clássico demoníaco tem sessão na Biblioteca Roberto Santos. O Exorcista, de William Friedkin, cuja produção foi cheia de maus agouros, será exibido hoje (13), às 19h. R. Cisplatina, 505, Ipiranga, 2273-2390. Grátis.

+ A Dama de Negro anda fazendo algumas ‘aparições’ no Teatro Nair Bello. Na peça, um advogado vai a um funeral a trabalho – e lá se intriga com a figura de uma moça misteriosa. Teatro Nair Bello (200 lug.). Shopping Frei Caneca.R. Frei Caneca, 569, 3472-2414. 6ª, 21h30; sáb., 21h; dom., 19h. R$ 50/R$ 60. Até 27/7.

+ No filme A Face do Mal, Evan se muda com a família para uma casa cuja história trágica eles desconhecem – e começa a viver momentos sobrenaturais. Em exibição nos cinemas!

+ Na festa Jason <3 Chucky, da Trash 80’s, quem for de preto paga só R$ 20 de entrada. R. Álvaro de Carvalho, 40, metrô Anhangabaú. Hoje (13), 23h. R$ 35.


Fonte: Estadão

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Casa é demolida após exorcismo e fenômenos incomuns no RS

Segundo moradores, objetos se movimentavam sozinhos e pedras caíam. Policiais, assistentes sociais e até médium foram chamados ao local.


Acontecimentos incomuns foram presenciados em uma casa localizada na zona rural de um município – cujo nome não foi divulgado a pedido da família – da Região Norte do Rio Grande do Sul. Barulhos de socos nas paredes, pedras que caem no telhado e dentro da casa, mesmo com as portas e janelas fechadas, são alguns dos relatos dos moradores. O caso se tornou o principal assunto da cidade e mobilizou vizinhos e autoridades locais, como mostra a reportagem do Teledomingo.

Assustada e sem saber a quem recorrer, a família acionou a Brigada Militar, que foi ao local e, mesmo sem encontrar explicações para os fenômenos, registrou uma ocorrência. Os policiais se disseram espantados com os fatos observados. "Vimos pedras sendo jogadas ou caindo em cima do telhado da casa, nas paredes. O detalhe é que não quebrava a telha. Nas paredes, não ficava sinal nenhum dessas pedras", contou o Sargento João Aquino.

Na residência, vivia um casal com três filhos, um menino de 8 anos e duas meninas, de 11 e 15 anos. "Jogavam pedras na casa, como uma chuva. A gente chamava a polícia. Ela vinha, olhava por tudo e não enxergava nada. A casa [estava] toda fechada e enchia de pedra dentro. Depois que alcamou um pouco as pedras, começaram a virar os roupeiros", relatou o casal, que prefere não ser identificado.

Vizinhos prestaram ajuda e chegaram a levar a família para outros locais, como um colégio próximo. No entanto, os acontecimentos teriam voltado a ocorrer. "Todo mundo está com receio. Deu para ver vários fenômenos, como pedras aparecendo sem ninguém jogar e objetos dentro de casa se movendo sem ninguém tocar. Utensílios domésticos saíram de um lugar para o outro. A gente procurou socorrer a família de várias maneiras. O fenômeno acabou acontecendo lá também", relatou o agricultor Valdir Antônio Marquioro, que vive perto da casa onde ocorriam os episódios.

O caso chegou a mobilizar uma equipe de assistentes sociais do município. Alertados sobre os eventos, eles foram até a propriedade para tentar ajudar os moradores. "Nós até teríamos uma explicação técnica e científica. Não vamos falar a respeito de fatos, de pedras voando. O que pode estar acontecendo é no âmbito psíquico. A partir daí, estamos voltando o tratamento para essa família", explicou a psicóloga Ariane dos Santos.

Além das pedras, a filha mais velha do casal começou a apresentar um comportamento estranho. "Um dia, o espírito levou ela para cima da casa, jogou-a para baixo e quebrou a telha", disse a mãe.

Ao saber do caso na cidade, o produtor de vídeos Gelson Luiz da Costa foi até o local movido pela curiosidade. Com uma câmera, fez imagens para registrar os fenômenos. No momento da gravação, uma pedra caiu dentro casa. Ele percebeu que a família precisava de ajuda e se empenhou para encontrar um médium para fazer um trabalho de exorcismo.

O médium Nelson Júnior Paz disse ter exorcizado a garota. "O espírito se afastava da menina quando a gente chegava perto da casa. Então, eu me retirei para que ele baixasse nela e eu pudesse fazer o exorcismo. Também perguntei por que ele estava perturbando aquela menina, o que acontecia. A todo momento, ele dizia que queria a vida dela ou a propriedade de volta", afirmou.

Costa filmou o procedimento. Após o exorcismo, os moradores decidiram demolir a residência. "Estou com 65 anos e foi a primeira vez que vi isso. Nós queremos paz", desabafou o pai.

A família está sendo atendida pela assistência social do município, e a Federação Espírita do Rio Grande do Sul acompanha o caso.



Fonte: G1

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Uncharted 4 ganha trailer sombrio


Com gráficos beirando a perfeição, o game "Uncharted 4- A Thief's End", que estará disponível apenas para PS4, teve o seu primeiro trailer divulgado durante a E3. O jogo está programado para chegar ao mercado em 2015. 

Desta vez, a direção do projeto é de Neil Druckmann e Bruce Straley, dupla que liderou o desenvolvimento do premiado jogo de terror "The Last of Us". Amy Hennig, antiga diretora criativa e roteirista da franquia, deixou o estúdio Naughty Dog em março. 

Confira o trailer:

terça-feira, 10 de junho de 2014

Série 'Penny Dreadful' explora o terror na era vitoriana

Série de terror estreia sexta feira 13 na HBO


Londres, era vitoriana. Carnificinas assombram a cidade. “Jack está de volta? Só pode”, é o que todos dizem enquanto os corpos, ou parte deles, são retirados das casas atacadas. Jack, para quem não se lembra, é aquele serial killer que assombrou o distrito de Whitechapel, no final do século 19, na capital do Reino Unido, e recebeu o carinhoso apelido de Estripador. Eles, porém, coitados, estão enganados. Forças sobrenaturais estão por trás dos banhos de sangue. Mais do que isso, clássicos personagens da literatura circulam por esse cenário sombrio — com novas camadas de suspense e terror.

Costurar uma história que pega carona nos protagonistas das obras 'O Retrato de Dorian Gray', 'Frankenstein' e 'Drácula', com um leve toque de ficção barata, não é uma missão fácil. Nas mãos certas, por outro lado, o sucesso é iminente. E nomes que têm no currículo filmes como 'Beleza Americana', 'Gladiador', 'O Aviador', 'A Invenção de Hugo Cabret' e '007 - Operação Skyfall' talvez possam se aventurar por esse desafio.

Os nomes, no caso, são o diretor e produtor Sam Mendes e o roteirista John Logan. E esse arriscado — e surpreendente — produto é a série 'Penny Dreadful', que estreia no HBO nesta sexta-feira (13), às 22h (já com 2ª temporada confirmada). O nome faz referência à literatura de ficção fúnebre vendida no século 19 para a classe trabalhadora, e que custava um penny (centavo). A série, porém, é uma poderosa produção de terror que, além desses dois figurões por trás das câmeras, é protagonizada pela por-si-só-assustadora (e bela) Eva Green, ao lado de Josh Hartnett (de 'Pearl Harbor', um ator que você mal conhece, mas que revelou recentemente na mídia que recusou os papéis de Homem-Aranha, Batman e Super-Homem).


Com uma fotografia impressionante e uma trilha que causa arrepios, o episódio piloto, apesar de bem movimentado, como dito no início, revela apenas uma fina camada de uma trama densa, perigosa e, principalmente, incerta. Não há como saber, e fica claro que essa é a intenção do roteiro de Logan, o que vem por aí, o que é verdade ou simplesmente aparições, qual é a intenção dos personagens ou mesmo seus dramas internos.

O que ficamos sabendo é que a filha do Sir Malcolm (Tomothy Dalton), renomado explorador de terras africanas, foi raptada por uma estranha criatura — a mesma que (isso é só uma suposição, até o momento) levou, anos antes, a mãe de Vanessa Ivens (Green), uma mulher misteriosa com dons bastante obscuros. A dupla convoca para ajudá-los na busca o ator Ethan Chandler (Hartnett), um charmoso americano que possui habilidades inigualáveis com armas, ou seja, serve como um ótimo assassino — e guarda-costas.

Quando o trio embarca no que Vanessa chama de “um lugar raramente visto, mas sentido”, e que é o submundo habitado pelas estranhas criaturas, uma delas é morta por Malcolm e, o que está escondido em seu corpo, pode ser a chave para levá-los à garota desaparecida e, quem sabe, curá-la.

Para examinar essas “pistas”, eles encontram um legista — bom, não é bem o que ele se considera, mas é a melhor explicação por enquanto — que usa a morte como ciência, na tentativa de encontrar respostas sobre a vida. Esse homem tem o nome de Victor Frankenstein. Prepare o estômago, os nervos e se segure no sofá. Ninguém nessa série está de brincadeira.


Assistir Online

O primeiro episódio da série (que vai ao ar nessa sexta feira 13) foi disponibilizado na integra no site nacional da HBO, lembrando que não é recomendado para menores de 16 anos, para assistir clique aqui


Fonte: RAC

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Terror 'A Face do Mal' estreia nessa semana nos cinemas


Sinopse

Ao lado dos pais e das duas irmãs, Evan Asher (Harrison Gilbertson) é um jovem tímido e pouco sociável que se muda para uma grande casa, cujo passado é marcado por uma família que perdeu todos os filhos. Aproveitando o baixo preço e sem problemas superstições, os Asher se mudam para o local. Lá, Evan aproveita o tempo livre para desenvolver uma amizade/namoro com a vizinha Sam (Liana Liberato). Curiosos, os dois vão explorar o passado sombrio do local e despertar forças sobrenaturais.


Ficha Técnica

Elenco: Liana Liberato, Harrison Gilbertson, Danielle Chuchran, Jacki Weaver.
Direção: Mac Carter
Título Original: Haunt
Gênero: Terror
Duração: 84 min.
Distribuidora: Imagem Filmes
Estreia no Brasil: 12 de Junho de 2014
Classificação Indicativa: 14 anos


Curiosidades

O filme marca a estreia em longas-metragens tanto para o diretor Mac Carter quanto para o roteirista Andrew Barrer.

- Liana Liberato (que interpreta Sam no filme) ficou conhecida pelo seu papel no Thriller que foi censurado nos EUA: 'Confiar' (2010), na qual interpreta uma adolescente que é perseguida por um maníaco.

- Harrison Gilbertson que interpreta Evan no filme ficou conhecido pelo seu papel no filme 'Need For Speed'.



Trailer



sexta-feira, 6 de junho de 2014

Castelo do Drácula está à venda na Romênia


Um remoto castelo na Transilvânia, localizado no norte da Romênia, está à venda. E não são poucas as razões para que o anúncio ultrapasse o interesse local: trata-se do castelo de Bran, construído entre 1377 e 1388. A fortaleza medieval ganhou fama mundial como o "Castelo do Drácula", personagem criado pelo escritor irlandês Bram Stoker. Contudo, a construção de torres pontiagudas, a arquitetura sóbria e a localização remota parecem compor o cenário perfeito para uma história de terror, no caso de vampiros. 

Sua arquitetura e estilo já seriam razões suficientes para que o castelo se transformasse em um ponto turístico. Apesar da negativa de diversos estudiosos de que o Príncipe de Valáquia Vlad III Draculea tenha vivido no local, essa hipótese só serviu para aumentar ainda mais a fama do castelo pelo mundo.


Seja como for, a família Habsburgo, dona atual da propriedade, resolveu colocar o famoso edifício à venda, e seu valor já passa dos US$ 64 milhões. Especialistas afirmam que o Duque Domingo, junto com as arquiduquesas Maria Madalena e Isabel Habsburgo, podem conseguir em torno de US$ 100 milhões pela sombria residência, seja por sua arquitetura gótica ou pela história controversa que envolve seu passado.

Seguramente, não faltam milionários no mundo com dinheiro em caixa para investir em um casarão antigo. Especialmente por conta das lendas que são contadas ao seu respeito

Fonte: History

quinta-feira, 5 de junho de 2014

A Lenda da Águia de Duas Cabeças (Curitiba-PR)

Misteriosa águia de duas cabeças do Edifício Acácia teria o poder de ganhar vida ao anoitecer e gerar pesadelos 


Há cem anos atrás , na Praça Zacarias , existia um lugar chamado Largo da Ponte onde funcionava um quartel da polícia . Nele , havia um soldado chamado José que tinha fama de ser mago e de pertencer a uma seita maçônica . Este militar tinha tatuada no seu ombro esquerdo : uma águia de duas cabeças , que segundo algumas lendas é um símbolo da Maçonaria .

Numa sexta – feira de noite de Lua cheia , dentro daquele quartel , um outro militar descobriu que José estava saindo com a sua namorada . Então os dois discutiram e o rapaz traído decepou a cabeça do rival . Depois daquele crime , muitas pessoas falaram que viram um fantasma de um soldado sem cabeça .

Reza a lenda que alguns anos depois , este quartel foi abandonado e alguns empresários maçônicos compraram o local , reformaram o imóvel e lá fundaram a sede da Loja Maçônica Fraternidade Paranaense . Porém , com um detalhe interessante : eles colocaram uma águia com duas cabeças no parapeito central do edifício.

Hoje este prédio , tem o nome de Edifício Acácia e não pertence mais à Maçonaria . Mesmo assim , alguns moradores e trabalhadores do local afirmaram que viram o fantasma de um soldado sem cabeça .

Um desses casas é o de Lurdes e Manoel , um casal oriundo de São Paulo , que mudou – se para Curitiba junto com suas duas filhas : Patrícia e Daniele . Assim eles vieram morar no Edifício Acácia , localizado na Praça Zacarias .

Do quarto de Daniele , de quatro anos de idade , dava para ver uma estátua de águia com duas cabeças , existente num parapeito do prédio .

Uma certa noite , Lurdes notou que Daniele estava falando com alguém no seu quarto . Quando esta mulher acendeu a luz , escutou batidas de asas de pássaros e perguntou :

- Daniele , com quem você estava falando ?

Então a menina respondeu :

- Com a águia de duas cabeças .

Lurdes ficou assustada e fechou a janela .

Alguns dias depois Patrícia , de dez anos , estava dormindo . Quando alega ter visto um homem sem cabeça que disse:

- Amiga , vamos dar um passeio ?

Desta maneira , a criança respondeu :

- Vamos !

O espírito levou a garota até a um porão que ficava no subterrâneo do prédio . Lá , a garota viu que existiam livros de magia , objetos de rituais e um cheiro de incenso muito forte .

Como um raio , almas saíram das paredes e começaram a sufocar a menina , que gritou :

- Socorro !

- Socorro !

Deste jeito , Patrícia abriu os olhos , viu que seus pais estavam ao redor do seu leito e notou que tudo aquilo era um sonho . Mesmo assim ela resolveu contar sobre o pesadelo para a sua família . O casal ao saber dos fatos , resolveu mudar – se com suas filhas para outra residência .