Clube Brasileiro de Trens Fantasmas: Fevereiro 2013

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Suposto fantasma aparece em velório de vereador



Uma famosa emissora de tv noticiava a morte do vereador Juca Gama de Linhares- ES, quando algo de estranho aconteceu e pegou de surpresa os mais atentos.


Preste atenção aos 0:24 segundos do vídeo:

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Zumbis conquistam o público feminino




Se você acha que zumbis só agradam o público masculino está enganado, os zumbis já conquistaram o coração de muita gente, e agora vão conquistar também o bolso da mulherada!

A ideia dos acessórios zumbis são da Iron Fist, uma marca criada por dois amigos que queriam criar um estilo que realmente desse vontade das pessoas vestirem.

Inspirado por todos os tipos de arte, música independente, skateboarding e questões sociais, os sapatos contam com influência Skater, Goth, Punk e Rockabilly.

Confira alguns acessórios zumbis:


terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

A Morte do Demônio promete ser o filme mais assustador já feito



Sinopse

Após ficarem presos em uma afastada cabana, cinco amigos de 20 e poucos anos encontram o Livro dos Mortos, e sem saber dos perigos presentes, conjuram demônios adormecidos que vivem na floresta. Os demônios começam a possuir jovem por jovem, deixando apenas um para lutar pela sobrevivência.



O terror recebeu uma alta classificação indicativa nos EUA. "Com muito orgulho conseguimos uma classificação NC17 no primeiro corte, mas tivemos que cortar algumas coisas para conseguir classificação R e lançá-lo nos cinemas", afirmou o diretor Federico Alvarez. R significa que menores de 17 anos devem estar acompanhados pelos pais. Já NC-17, a mais alta, não permite menores de 17 anos - nem acompanhados pelos pais.

O diretor uruguaio Federico Alvarez revelou que se recusou a usar CGI no remake.

“Não quis usar efeitos em computação gráfica no filme. Todas as cenas de terror são reais, o que deu muito mais trabalho. Tivemos altos 70 dias de filmagens. As pessoas usam CGI porque é barato e rápido, e eu não gosto disso. Pesquisei muitos truques de mágica e ilusionismo. Há um momento em que uma garota corta o braço com uma faca de cozinha - é um plano seguido, sem cortes. O público vai pensar que vamos cortar a cena, mas continuamos mostrando ela se mutilando", revelou.

O diretor também promete uma surpresa no final: "A última cena será a mais sangrenta da história do cinema!".

O núcleo de atores inclui Jane Levy (da série “Suburgatory”) como Mia; Shiloh Fernandez (“A Garota da Capa Vermelha”) como David; Lou Taylor Pucci (“Vírus”) como Eric; Jessica Lucas (“Cloverfield – Monstro”) como Olivia e Elizabeth Blackmore (da série “Legend of the Seeker”) como Natalie.

“O elenco de novos talentos tem o mesmo espírito que nós tínhamos quando fizemos o filme original”, diz Tapert. “O desejo de proporcionar ao público uma experiência inesperada e escandalosa em filmes de terror”.

Diablo Cody ('Juno', 'Garota Infernal') reescreveu o roteiro, utilizando como base o texto do semi-desconhecido uruguaio Federico Alvarez, que ficou com a direção.

O filme chega dia 19 de abril nos cinemas nacionais.



Confira o Trailer:



segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

OVNI teria interceptado meteorito que caiu na Rússia?



Um OVNI teria interferido na queda do meteorito antes desse tocar o solo russo. Em alguns dos vídeos postados no Youtube, os quais mostram o meteorito caindo sobre a Rússia, dá para notarmos que em um determinado momento um objeto voador não identificado parece se chocar contra o meteorito, talvez até desviando a sua trajetória.

No início pensei que pudesse ser apenas lens flare (reflexo na lente), porém podemos notar que o "objeto" ao passar pelo meteorito, faz fragmentos deste, voarem pelo céu. Pensei então que poderia ser alguma arma russa de defesa anti-aérea, mas não está parecendo também, afinal se eu não estiver enganado, uma de "nossas" armas deixaria um rastro no céu marcando sua trajetória e acredito que causaria uma explosão maior no meteorito.

Há ainda a possibilidade de ser um projétil atirado por um UFO...


Um usuário do Youtube fez até uma vídeo-análise desta hipótese:



Vídeo original sem análise:



(Porém o que me parece mais provável é que tenha sido mesmo uma tentativa fracassada do governo russo para destruir o meteorito)

Fonte: ETs & ETc...

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Dica de filme: À Prova de Morte


Aproveitando que o Oscar é domingo agora e que Tarantino está concorrendo ao Oscar de melhor filme por DJANGO LIVRE, selecionamos 'Death Proof- À Prova de Morte', do que se trata? De mais uma brincadeira de Tarantino, é claro.


Sinopse

Ao cair da noite, Jungle Julia (Sydney Tamiia Poitier), a DJ mais sexy de Austin, pode enfim se divertir com as suas duas melhores amigas. As três garotas saem noite adentro, atraindo a atenção de todos os frequentadores masculinos dos bares e boates do Texas. Mas nem toda a atenção é inocente. Cobrindo de perto seus movimentos está Stuntman Mike (Kurt Russell), um rebelde inquieto e temperamental que se esconde atrás do volante do seu carro indestrutível.



Ficha Técnica

Título Original: Death Proof 
País de origem: EUA
Ano: 2007 
Duração: 114 minutos
Gênero: Ação/Terror
Direção: Quentin Tarantino
Roteiro: Quentin Tarantino
Elenco: Kurt Russell, Rosario Dawson, Vanessa Ferlito, Jordan Ladd, Rose McGowan, Sydney Tamiia Poitier, Tracie Thoms, Mary Elizabeth Winstead, Zoe Bell
Censura: 16 anos



Curiosidades

O retorno de McCraw

James Parks, que interpreta Edgar McCraw tanto em Planeta Terror quanto em À Prova de Morte, fez o mesmo personagem em Um Drink no Inferno 2 - Texas Sangrento (1999) e Kill Bill - Volume 1 (2003).

Policiais de Kill Bill

Os policiais que vão para o hospital após Stuntman Mike bater seu carro pela 1ª vez são os mesmos que relatam a cena do massacre no casamento em Kill Bill - Volume 1 (2003).

Chega de Dublês

Zoe Bell fez todas as cenas de sua personagem, sem requisitar o uso de dublês. Esta é a 2ª vez que ela trabalha com Quentin Tarantino, já que fora a dublê de Uma Thurman em Kill Bill - Volume 1 e Kill Bill - Volume 2.

Músicas tarantinescas

A jukebox presente no filme pertence ao próprio Quentin Tarantino, que também escolheu sua seleção de músicas.

Homenagem

Quentin Tarantino deu o nome de Jungle Jungle Lucai como homenagem à sua assistente pessoal, Victoria Lucai.

Filmes de Tarantino

A cena em que as garotas tomam café da manhã é uma recriação da mesma cena em Cães de Aluguel (1992).

Kill Bill

Em determinada cena, a personagem de Mary Elizabeth Winstead diz "Vipers". Trata-se de uma referência ao Deadly Viper Assassination Squad, presente nos filmes Kill Bill - Volume 1 e Kill Bill - Volume 2.


Referência 

Na cena do hospital Texas Ranger McGraw chama Stuntman Mike de Frankenstein. Trata-se de uma referência a Corrida da Morte - Ano 2000, em que o personagem de David Carradine chamava-se Frankenstein.


Série de TV

Um dos programas de TV que o personagem Stuntman Mike diz ter trabalhado é "The Virginian" (1962). Kurt Russell, intérprete do personagem, atuou em 2 episódios desta série.


Carro de Bullit

A placa do carro de Stuntman Mike é JJZ-109. Trata-se do mesmo número da placa do carro de Steven McQueen em Bullitt (1968).


Acidente de trânsito

Quando o carro bate no anúncio de um cinema, os filmes que lá estavam em cartaz eram Todo Mundo em Pânico 4 (2006) e Wolf Creek - Viagem ao Inferno (2005).


Dobradinha de terror

Lançado nos Estados Unidos acoplado a Planeta Terror (2007), como o longa-metragem Grindhouse. Trata-se de uma homenagem dos diretores Quentin Tarantino e Robert Rodriguez aos filmes de terror que assistiam nas matinês na infância.


Trailers falsos

No projeto Grindhouse havia uma série de trailers falsos, exibidos entre Planeta Terror e À Prova de Morte. Um deles era o de Machete, que virou longa metragem em 2010.


Lançamento adiado

Inicialmente seria lançado no Brasil pela Europa Filmes. O grande atraso fez com que a distribuidora perdesse os direitos de exibição no país, que foram comprados pela PlayArte. À Prova de Morte enfim estreou nos cinemas brasileiros em 16 de julho de 2010, três anos após seu lançamento nos Estados Unidos.


Trailer

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

A Seita


Localizado nos EUA em Corona na Califórnia, Chambers Of The Mausoleum (Câmaras do Mausoléu) é uma atração temporária de Halloween que é ativada todos os anos no mês de outubro. Essa é sem dúvida uma das melhores Casas Assombradas do Halloween da Califórnia e todo ano se renova, ficando cada vez mais assustadora.


Sinopse:

Sob as ruas e casas de Corona está uma rede de túneis e catacumbas que já foram utilizados pelos membros de uma seita secreta religiosa que se camuflam em seu interior por algum motivo desconhecido. Existe um grande segredo que habita as entranhas da capela do Cemitério Riverview no mês de outubro. Venha explorar as criptas ocultas e passagens proibidas, se tiver coragem, e prepare-se para se perder no meio da escuridão, essa é a única forma para descobrir o grande segredo que está no coração das Câmaras do Mausoléu.


Confira algumas fotos:



Confira o percurso completo e em HD:

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Desenterrando o passado


D. Leopoldina passa por tomografia (Foto: Divulgação/Valter Diogo Muniz)

Cientistas brasileiros exumaram pela primeira vez para pesquisa os restos mortais de D. Pedro I, o primeiro imperador brasileiro, além de suas duas mulheres, as imperatrizes Dona Leopoldina e Dona Amélia.

A exumação fez parte do trabalho de mestrado da arqueóloga e historiadora Valdirene do Carmo Ambiel, que defendeu nesta segunda-feira (18) sua dissertação no Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo (USP).

De acordo com Valdirene, os exames foram realizados em 2012 – entre fevereiro e setembro. Ela afirma que obteve em 2010 autorização de descendentes da família real brasileira para exumar os restos mortais. No entanto, negociações para que isto ocorresse iniciaram anos antes. “De forma oficial, esse trabalho começou a acontecer em 2010, mas ele se iniciou mesmo há oito anos”, explicou Valdirene ao G1.

Os exames foram realizados no Hospital das Clínicas de São Paulo e contaram com a ajuda de especialistas da Faculdade de Medicina da USP.

Transporte feito de madrugada


Exumação de D. Pedro I (Foto: Divulgação/Valter Diogo Muniz)

Segundo informações do site do jornal "O Estado de S. Paulo", um esquema de segurança foi montado para transportar as urnas funerárias de madrugada desde a cripta imperial, no Parque da Independência, no bairro do Ipiranga, até o local dos exames, em Cerqueira César, onde, sob sigilo, os esqueletos foram submetidos a ultrassonografias e tomografias.

O site do jornal informa ainda que as análises revelaram que D. Pedro I fraturou ao longo de sua vida quatro costelas do lado esquerdo, consequência de dois acidentes -- uma queda de cavalo e quebra de carruagem. Isso teria prejudicado um de seus pulmões e, consequentemente, agravado uma tuberculose que causou sua morte aos 36 anos, em 1834. Ele media entre 1,66 m e 1,73 m e foi enterrado com roupas de general.

Restos de D. Leopoldina (Foto: Divulgação/Valter Diogo Muniz)

O "Estado" informa aponta que a exumação dos restos mortais de Dona Leopoldina contradiz a história de que a então imperatriz do Brasil teria fraturado o fêmur após Dom Pedro I tê-la empurrado de uma escada do palácio Quinta da Boa Vista, então residência da família real, localizada no Rio de Janeiro. No exame, não foram encontradas fraturas.

Imperatriz mumificada


Dona Amelia surpreendeu por estar mumificada (Foto: Divulgação/Valter Diogo Muniz)

No caso da segunda mulher do primeiro imperador do país, Dona Amélia, segundo noticia o "Estado", os cientistas se surpreenderam ao ver que a imperatriz foi mumificada e tinha partes do seu corpo preservados, como cabelos, unhas e cílios. Um crucifixo de madeira e metal foi enterrado com ela.

Detalhe das mãos de D. Amélia segurando um crucifixo (Foto: Divulgação/Valter Diogo Muniz)

Relevância

Ilustração da família imperial

De acordo com Astolfo Gomes de Mello de Araújo, professor de Arqueologia do MAE/USP e um dos orientadores do trabalho de Valdirene, a exumação dos corpos de parte da família real brasileira é importante para entender melhor o período imperial que o país viveu, que, segundo ele, é tratado com relativamente pouca relevância.

“O Brasil, de uma maneira geral, tem uma memória histórica curta (...) O trabalho mostrou que havia ali dados importantes, além de derrubar a dúvida de que ali pudessem não estar enterrados os restos mortais”, disse Araújo, referindo-se ao Monumento da Independência, cripta imperial localizada em São Paulo, onde estão as urnas funerárias.

Ele disse que medalhas e comendas que foram enterradas com D. Pedro I foram recuperadas durante a análise das urnas funerárias. Segundo o professor, esses materiais passam por restauração e estão atualmente em posse do Departamento do Patrimônio Histórico da Prefeitura de São Paulo. “Esse material foi recolhido e deve ser exposto”, explica.

O orientador ressaltou ainda a importância da obtenção das autorizações para a exumação, tanto de integrantes da família real brasileira, quanto do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

“Que isto sirva de exemplo até para outros países, onde há cada vez mais tabu em relação ao estudo de restos humanos (...) As pessoas acham que os restos mortais não podem ser manipulados. Isso é um retrocesso total, porque ali há informações importantes. Os restos humanos são tratados com respeito”, disse.

As causas exatas da mumificação de d. Amélia ainda estão sendo investigadas - não era comum entre a nobreza de Portugal que mulheres recebessem tratamento para ficarem preservadas. "Pode ter sido um 'acidente de percurso'. Ela foi tratada para ficar conservada alguns dias, para o funeral, e isso acabou inibindo o processo de decomposição", diz Valdirene. Os exames no Hospital das Clínicas revelaram uma incisão na jugular da imperatriz. Por ali, foram injetados aromáticos como cânfora e mirra. "No caso de d. Amélia, havia um forte odor de cânfora quando abrimos o caixão. Certamente, ajudou a anular o processo de decomposição."

Também contribuiu para a mumificação, segundo a pesquisadora, a ausência de fatores para a decomposição. "A urna foi tão hermeticamente lacrada que não havia microorganismos para realizar a decomposição. É irônico que tenha acontecido justamente com Amélia, que pediu expressamente um funeral simples, nos quais não se costumava preparar os mortos para preservação", explica Valdirene, referindo-se ao testamento de Amélia de Leuchtemberg, no qual consta o pedido de um funeral sem ostentações. O documento, porém, só foi lido após o enterro, quando a mumificação já havia sido preparada.

Após passar pelo aparelho de tomografia do Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas e de receber uma biópsia, a imperatriz foi "remumificada" - ela recebeu novo processo de embalsamamento, semelhante ao qual havia passado 136 anos antes. Valdirene também foi a responsável por preparar e aplicar na múmia uma solução semelhante à usada em Portugal no século 18 (500g de naftalina, 500g de cânfora, 300g de manganato de potássio, 2,5 litros de álcool a 92%, 2 litros de formol e 500g de timol). Com gaze e algodão, passou a mistura em todas as partes visíveis da imperatriz - face, pés, mãos e pescoço. "Também passamos a solução nas laterais do corpo preservado, para que receba o tratamento por absorção. Nas costas ficou do jeito que estava, já que não podíamos levantá-la do caixão", conta a arqueóloga.

Com a descoberta, o caixão de d. Amélia recebeu um visor de vidro, que permitirá - apenas a pesquisadores - observar seu estado de conservação. No plano que apresentou à Prefeitura, Valdirene se propõe a fazer visitas semanais à cripta, para checar a preservação da múmia. "Faz parte do projeto de preservação dos restos mortais da família imperial. Precisamos tomar conta das descobertas", diz.

Agora, precisamos pesquisar para entender exatamente por que ela ficou assim e, mais importante ainda, compreender melhor quem foi essa mulher, uma imperatriz esquecida na História do Brasil", diz a arqueóloga Valdirene Ambiel, responsável pelas pesquisas na cripta do Ipiranga. "Quando a trouxeram à cripta, em 1982, dizia-se que ela estava 'preservada', mas ninguém sabia que poderia ser considerada múmia."

Fontes: G1Estadão

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Luigi´s Mansion- Lua Negra


Mistura de Mario com Ghostbusters, chega nesse semestre ao mercado a esperada sequência de Luigi’s Mansion, lançado para o Gamecube em 2001, o jogo possibilitará que os gamers assumam o papel do medroso irmão do Mario enquanto ele tenta livrar uma mansão de fantasmas malignos.

Satoru Iwata, presidente da Nintendo, anunciou durante a conferência Nintendo Direct que 2013 é o “Ano do Luigi” e prometeu vários jogos envolvendo o encanador de verde.


O jogo terá novas mecânicas de jogabilidade, incluindo usar o aspirador de pó Poltergust 5000 para carregar diferentes objetos. Itens grandes demais para serem sugados servirão para resolver puzzles e alcançar áreas inacessíveis dos cenários. Além disso, o game terá multiplayer local e online, com vários modos de jogo competitivos e cooperativos de caça aos fantasmas.

A outra novidade apresentada pela publicação é a existência do elemento "Darklight". Utilizando tal "luz negra", jogadores podem iluminar certos lugares em que objetos foram "absorvidos" por fantasmas para que estes sejam liberados, e os objetos restaurados. O jogo chega as Américas no dia 24 de março, exclusivamente para Nintendo 3DS.


Confira algumas imagens:


Confira o Trailer: